Capacitações no setor elétrico abordam gestão e eliminação de substância cancerígena

3/nov/2016

Os treinamentos acontecem em Recife (PE), Curitiba (PR) e Manaus (AM). Foto: Antonio Florencio/Fllicrr CC.

As PCBs são moléculas cancerígenas presentes, principalmente, em equipamentos do setor elétrico. Para desenvolver inventário de PCBs e planejar a gestão dessas máquinas e dos resíduos da substância, o Ministério do Meio Ambiente (MMA) e o PNUD promovem treinamentos em três regiões do Brasil, como parte dos projetos demonstrativos da iniciativa Estabelecimento da Gestão de Resíduos de PCB e Sistema de Disposição.

“O objetivo das capacitações, além de validar o Guia do Inventário de PCBs no setor elétrico, é elaborar o inventário parcial de PCBs para as três empresas, além de um plano de gestão e de ação para retirada de uso e destinação final ambientalmente adequada dos resíduos contaminados por PCBs”, explica a assessora técnica do projeto, Lorenza Alberici.

O setor elétrico tem sido o foco principal das ações de apoio dessa iniciativa, que conta com recursos do Fundo Mundial para o Meio Ambiente (GEF). O objetivo principal do projeto é o apoio ao controle e à eliminação dessas substâncias, atendendo à condição de signatário da Convenção de Estocolmo, assumida pelo Brasil em 2005.

Como os projetos demonstrativos tiveram lugar em três empresas, os treinamentos têm a finalidade de divulgar os resultados e prover capacitação ao setor elétrico, para que as demais companhias possam executar seus inventários e seus planos de eliminação de PCBs. 

“Cada companhia elétrica recepcionará cerca de 60 pessoas, dando a oportunidade de que profissionais das demais empresas da região e dos órgãos ambientais de seus estados participem do treinamento”, conclui Lorenza Alberici.

Os treinamentos acontecem nas seguintes datas:

  • 28 e 29/11/2016: Companhia Hidroelétrica do São Francisco/ CHESF, Recife/PE
  • 01 e 02/12/2016: Companhia Paranaense de Energia Elétrica/COPEL, Curitiba/PR
  • 06 e 07/12/2016: Eletrobras Amazonas Energia, Manaus/AM

 

do PNUD

PNUD PNUD no mundo

Você está em PNUD Brasil 
Ir a PNUD Global

A

Afeganistão

Á

África do Sul

A

Albânia Angola Arábia Saudita Argélia Argentina Armênia Azerbaijão

B

Bahrein Bangladesh Barbados Belize Benim Bielorrússia Bolívia Bósnia e Herzegovina Botsuana Brasil Burkina Faso Burundi Butão

C

Cabo Verde Camarões Camboja Casaquistão Chade Chile China Chipre Colômbia Comores Costa do Marfim Costa Rica Croácia Cuba

D

Djibouti

E

Egito El Salvador Emirados Árabes Unidos Equador Eritréia Escritório do Pacífico Essuatíni Etiópia

F

Federação Russa Filipinas

G

Gabão Gâmbia Gana Geórgia Guatemala Guiana Guiné Guiné-Bissau Guiné Equatorial

H

Haiti Honduras

I

Iêmen Ilhas Maurício e Seychelles

Í

Índia

I

Indonésia Irã

J

Jamaica Jordânia

K

Kosovo Kuwait

L

Lesoto Líbano Libéria Líbia

M

Macedônia do Norte Madagascar Malásia Malauí Maldivas Mali Marrocos Mauritânia México Moçambique Moldova Mongólia Montenegro Myanmar

N

Namíbia Nepal Nicarágua Níger Nigéria

P

Panamá Papua Nova Guiné Paquistão Paraguai PDR do Laos Peru Programa de Assistência ao Povo Palestino

Q

Quênia Quirguistão

R

República Centro-Africana República Democrática do Congo República do Congo República do Iraque República Dominicana República Popular Democrática da Coreia Ruanda

S

Samoa (Escritório Multi-País) São Tomé e Príncipe Senegal Serra Leoa Sérvia Síria Somália Sri Lanka Sudão Sudão do Sul Suriname

T

Tailândia Tajiquistão Tanzânia Timor-Leste Togo Trinidad e Tobago Tucormenistão Tunísia Turquia

U

Ucrânia Uganda Uruguai Uzbequistão

V

Venezuela Vietnã

Z

Zâmbia Zimbábue