Seminário premia escolas, professores e alunos e insere a Agenda 2030 como temática para projetos em 2017

9/dez/2016

380 escolas da rede pública de Minas Gerais, Paraíba e Pernambuco desenvolverão atividades para a implementação da Agenda 2030 em 2017. Foto: Instituto Alpargatas

Aproximadamente mil alunos, professores e gestores municipais da área de educação participaram, em João Pessoa (PB), na última quarta-feira, 7, do Seminário “Diálogos em Educação – O Esporte e as Práticas Multiculturais”. Iniciativa do Instituto Alpargatas, que premiou os alunos, professores e escolas e oficialmente inseriu a adoção da Agenda 2030 e a promoção dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável em sala de aula, em parceria com o PNUD e apoio da Universidade Federal da Paraíba para a implementação em 2017.

“A cada ano, o Instituto vem tentando inovar em suas temáticas de trabalho. Para 2017, a escolha foi a Agenda 2030. Entendemos que os ODS e o que temos dentro de nossos programas de educação pelo esporte e educação pela cultura são totalmente integrados. Queremos avançar e contribuir para que os municípios possam atingir os 17 Objetivos. A parceria com o PNUD é extremamente importante para formalizar um trabalho conjunto”, diz o diretor do Instituto, Berivado Araújo.

O Seminário faz parte do projeto “Educação pelo Esporte”, que contribui para a melhoria da qualidade da educação pública. A estratégia de atuação se baseia na valorização da Educação Física e no fortalecimento da Agenda 2030 dentro das escolas. Nos estados de Pernambuco, Paraíba e Minas Gerais, o Instituto Alpargatas promove projetos em 380 escolas, de 11 municípios. Desde o início de 2016, a instituição começou a desenvolver pilotos junto com o PNUD para aplicar a Agenda 2030 em atividades escolares, de forma participativa com alunos, professores e gestores da área de educação a ser replicado em todas as escolas que participam do projeto.

“Começamos essa parceria ainda no início do ano, e ela cresceu rapidamente, uma vez que encontramos muito alinhamento de valores e princípios básicos com ambas as organizações. O objetivo principal é promover o desenvolvimento para garantir acesso aos direitos para as cidades do interior do país. Como resultado dessa construção conjunta, o Instituto adotou a Agenda 2030 como prioridade aos projetos do próximo ano. Assim, levamos os ODS para crianças e jovens, por meio da rede escolar em Pernambuco, Paraíba e Minas Gerais”, afirma a oficial de programa do PNUD, Ieva Lazareviciute.

Na opinião da conselheira do Instituto, Veronica Bezerra, a Agenda 2030 é um grande desafio, e a colaboração conjunta é capaz de concretizar mudanças que promovam a sustentabilidade, começando pelos alunos. “Vejo com muita importância a colaboração entre o Instituto e o PNUD. A transformação nas 380 escolas em que atuamos é uma engenharia que trará muitos benefícios”, diz.

Durante o seminário, também foram entregues os prêmios Professor Nota 10 e Gestor Nota 10, cujos projetos tiveram como temas as Olimpíadas de 2016, evasão escolar, promoção do consumo consciente durante períodos de racionamento e valorização das raízes afrodescendentes por meio do esporte e do espírito olímpico. Os dez melhores alunos das escolas parceiras do Instituto também receberam prêmios por participarem de uma competição de redação.

 

PNUD PNUD no mundo

Você está em PNUD Brasil 
Ir a PNUD Global

A

Afeganistão

Á

África do Sul

A

Albânia Angola Arábia Saudita Argélia Argentina Armênia Azerbaijão

B

Bahrein Bangladesh Barbados Belize Benim Bielorrússia Bolívia Bósnia e Herzegovina Botsuana Brasil Burkina Faso Burundi Butão

C

Cabo Verde Camarões Camboja Casaquistão Chade Chile China Chipre Colômbia Comores Costa do Marfim Costa Rica Croácia Cuba

D

Djibouti

E

Egito El Salvador Emirados Árabes Unidos Equador Eritréia Escritório do Pacífico Essuatíni Etiópia

F

Federação Russa Filipinas

G

Gabão Gâmbia Gana Geórgia Guatemala Guiana Guiné Guiné-Bissau Guiné Equatorial

H

Haiti Honduras

I

Iêmen Ilhas Maurício e Seychelles

Í

Índia

I

Indonésia Irã

J

Jamaica Jordânia

K

Kosovo Kuwait

L

Lesoto Líbano Libéria Líbia

M

Macedônia do Norte Madagascar Malásia Malauí Maldivas Mali Marrocos Mauritânia México Moçambique Moldova Mongólia Montenegro Myanmar

N

Namíbia Nepal Nicarágua Níger Nigéria

P

Panamá Papua Nova Guiné Paquistão Paraguai PDR do Laos Peru Programa de Assistência ao Povo Palestino

Q

Quênia Quirguistão

R

República Centro-Africana República Democrática do Congo República do Congo República do Iraque República Dominicana República Popular Democrática da Coreia Ruanda

S

Samoa (Escritório Multi-País) São Tomé e Príncipe Senegal Serra Leoa Sérvia Síria Somália Sri Lanka Sudão Sudão do Sul Suriname

T

Tailândia Tajiquistão Tanzânia Timor-Leste Togo Trinidad e Tobago Tucormenistão Tunísia Turquia

U

Ucrânia Uganda Uruguai Uzbequistão

V

Venezuela Vietnã

Z

Zâmbia Zimbábue