The Big Hackathon terá o desafio de apresentar soluções tecnológicas aos ODS

1/fev/2017

O assessor sênior do PNUD, Haroldo Machado Filho, apresenta The Big Hackathon. Foto: Guilherme Larsen/ PNUD Brasil

Após a abertura oficial da 10º edição da Campus Party Brasil, ontem (31/01), teve início a maratona The Big Hackathon. Ao longo de 100 horas, equipes de programadores, desenvolvedores e designers trabalharão para promover soluções tecnológicas aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS). As três melhores soluções, que apresentem viabilidade financeira, criatividade e alinhamento com a Agenda 2030, serão chanceladas pelo PNUD, e os vencedores da maratona poderão viabilizar financiamentos às iniciativas tanto com o setor privado quanto com o setor público.

Até sábado (4), os mil participantes da hackathon serão acompanhados por 252 mentores. Com o apoio do Sebrae, Instituto Campus Party e PNUD, os programadores e desenvolvedores terão o suporte técnico para alinhar as soluções tecnológicas com a Agenda 2030.

O presidente do Instituto Campus Party, Francesco Farrugia, afirmou que a parceria com o PNUD é fundamental para acelerar iniciativas que colaboram com o desenvolvimento sustentável do planeta. “A Campus Party já mudou a vida de muitas pessoas. Daqui saíram diversos projetos que ajudam a melhorar o mundo. E com o PNUD e os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável temos uma enorme oportunidade de continuarmos esse trabalho de melhorar o mundo em que vivemos”, disse.

Aos participantes da hackathon, foram apresentados, durante a abertura da Campus, os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável e os principais desafios para a implementação da Agenda 2030.

“Sem o desenvolvimento de novas tecnologias não será possível alcançarmos os ODS. A Campus Party traz uma excelente oportunidade de unirmos a Agenda 2030 com pessoas que tem esse interesse de desenvolver novos produtos e apresentar novas soluções, de maneira eficaz e em consonância com os desafios do planeta”, afirma o assessor sênior do PNUD, Haroldo Machado Filho.

No sábado (4), a partir das 14 horas, os participantes de The Big Hackathon apresentarão suas soluções a um grupo de jurados, com representantes do setores público e privado e da sociedade civil, que escolherão as melhores iniciativas. Os vencedores receberão uma menção honrasa do PNUD, que reconhece a solução como ferramenta para o cumprimento dos ODS.

Capacitação

Após a abertura oficial da Campus Party, cinco workshops, baseados nos cinco eixos da Agenda 2030 – Paz, Pessoas, Planeta, Prosperidade e Parcerias – foram promovidos, por PNUD, Sebrae e Campus Party, para o público. No eixo Prosperidade, os “campuseiros”, como são conhecidos os frequentadores da Campus, participaram de uma conversa com a gerente de parcerias para o setor privado do PNUD e o com o diretor do Google Campus em São Paulo, Andre Barrence.

“Trabalhamos alavancando ecossistemas empreendedores pelo mundo afora. A nossa razão de ser é justamente a de desenvolver negócios e usar a tecnologia para aquelas que podem solucionar grandes problemas na humanidade. Identificamos ecossistemas empreendedores que estão nascendo. Ter clareza de qual o propósito de um produto é essencial para um empreendedor. Além da viabilidade financeira, temos que procurar o impacto social, como mobilidade urbana, educação, saúde e acesso a recursos hídricos. Assim, o empreendedor agrega valor e tem mais chance de ter sucesso”, disse Barrence.

do PNUD

PNUD PNUD no mundo

Você está em PNUD Brasil 
Ir a PNUD Global

A

A ex-República jugoslava da Macedônia Afeganistão

Á

África do Sul

A

Albânia Angola Arábia Saudita Argélia Argentina Armênia Azerbaijão

B

Bahrein Bangladesh Barbados Belize Benim Bielorrússia Bolívia Bósnia e Herzegovina Botsuana Brasil Burkina Faso Burundi Butão

C

Cabo Verde Camarões Camboja Casaquistão Chade Chile China Chipre Colômbia Comores Costa do Marfim Costa Rica Croácia Cuba

D

Djibouti

E

Egito El Salvador Emirados Árabes Unidos Equador Eritréia Escritório do Pacífico Etiópia

F

Federação Russa Filipinas

G

Gabão Gâmbia Gana Geórgia Guatemala Guiana Guiné Guiné-Bissau Guiné Equatorial

H

Haiti Honduras

I

Iêmen Ilhas Maurício e Seychelles

Í

Índia

I

Indonésia Irã

J

Jamaica Jordânia

K

Kosovo Kuwait

L

Lesoto Líbano Libéria Líbia

M

Madagascar Malásia Malauí Maldivas Mali Marrocos Mauritânia México Moçambique Moldova Mongólia Montenegro Myanmar

N

Namíbia Nepal Nicarágua Níger Nigéria

P

Panamá Papua Nova Guiné Paquistão Paraguai PDR do Laos Peru Programa de Assistência ao Povo Palestino

Q

Quênia Quirguistão

R

República Centro-Africana República Democrática do Congo República do Congo República do Iraque República Dominicana República Popular Democrática da Coreia Ruanda

S

Samoa (Escritório Multi-País) São Tomé e Príncipe Senegal Serra Leoa Sérvia Síria Somália Sri Lanka Suazilândia Sudão Sudão do Sul Suriname

T

Tailândia Tajiquistão Tanzânia Timor-Leste Togo Trinidad e Tobago Tucormenistão Tunísia Turquia

U

Ucrânia Uganda Uruguai Uzbequistão

V

Venezuela Vietnã

Z

Zâmbia Zimbábue