Dia Internacional da Mulher 2017

8/mar/2017

Neste ano, o Dia Internacional da Mulher é dedicado às Mulheres em  um Mundo de Trabalho em Mudança: Planeta 50-50 até 2030. A globalização e a tecnologia estão conduzindo essa mudança. É importante que as mulheres sejam capazes de ter êxito neste novo mundo de trabalho.

Tal como está, persiste um hiato salarial global, com as mulheres ganhando em média 24 por cento menos que os homens. As mulheres têm a metade da probabilidade dos homens de ter empregos remunerados em tempo integral. As mulheres são super-representadas no trabalho vulnerável e informal, muitas vezes sem proteção social, e são sub-representadas em gestão no setor corporativo, detendo apenas 22 por cento das posições sêniores de liderança nas empresas.

Uma carga desproporcional de trabalho não remunerado é uma limitação para as mulheres na força de trabalho. Estima-se que as mulheres realizem até três vezes mais trabalho não remunerado em comparação aos homens – desde o cuidado de crianças, doentes e idosos até o cultivo e a preparação de alimentos.

Em comunidades onde falta acesso imediato a serviços básicos, investimentos em água e energia sustentável poupariam às mulheres o tempo que gastam atualmente na coleta de água e combustível. Mudar os estereótipos de gênero para que homens e mulheres contribuam para o trabalho doméstico também é importante para alcançar a igualdade de gênero.
O acesso às novas tecnologias é importante para as mulheres em todas as sociedades – desde o acesso à informação até a serviços, inclusive bancários. As meninas devem ser encorajadas a estudar ciência, tecnologia, engenharia e matemática, áreas que geram muitas oportunidades, e é necessário mais esforço empresarial para promover a participação e o avanço das mulheres nos setores tecnológicos.

Nas 173 economias incluídas no relatório de 2016 do Banco Mundial sobre “Mulheres, Negócios e Direito”, 155 têm pelo menos uma lei que discrimina as mulheres. Existem ainda países onde as mulheres não têm o direito de se divorciar, herdar propriedades, possuir ou alugar terras, ou ter acesso a crédito. Essa é uma enorme limitação sobre o empoderamento econômico das mulheres.

Chegou a hora de eliminar as barreiras à igualdade de gênero no mundo do trabalho e em todas as outras esferas. A Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável insiste que ninguém seja deixado para trás. Isso significa não deixar nenhuma mulher para trás - em nenhum lugar.

Declaração da Administradora do PNUD, Helen Clark,  sobre o Dia Internacional das Mulheres

PNUD PNUD no mundo

Você está em PNUD Brasil 
Ir a PNUD Global

A

A ex-República jugoslava da Macedônia Afeganistão

Á

África do Sul

A

Albânia Angola Arábia Saudita Argélia Argentina Armênia Azerbaijão

B

Bahrein Bangladesh Barbados Belize Benim Bielorrússia Bolívia Bósnia e Herzegovina Botsuana Brasil Burkina Faso Burundi Butão

C

Cabo Verde Camarões Camboja Casaquistão Chade Chile China Chipre Colômbia Comores Costa do Marfim Costa Rica Croácia Cuba

D

Djibouti

E

Egito El Salvador Emirados Árabes Unidos Equador Eritréia Escritório do Pacífico Etiópia

F

Federação Russa Filipinas

G

Gabão Gâmbia Gana Geórgia Guatemala Guiana Guiné Guiné-Bissau Guiné Equatorial

H

Haiti Honduras

I

Iêmen Ilhas Maurício e Seychelles

Í

Índia

I

Indonésia Irã

J

Jamaica Jordânia

K

Kosovo Kuwait

L

Lesoto Líbano Libéria Líbia

M

Madagascar Malásia Malauí Maldivas Mali Marrocos Mauritânia México Moçambique Moldova Mongólia Montenegro Myanmar

N

Namíbia Nepal Nicarágua Níger Nigéria

P

Panamá Papua Nova Guiné Paquistão Paraguai PDR do Laos Peru Programa de Assistência ao Povo Palestino

Q

Quênia Quirguistão

R

República Centro-Africana República Democrática do Congo República do Congo República do Iraque República Dominicana República Popular Democrática da Coreia Ruanda

S

Samoa (Escritório Multi-País) São Tomé e Príncipe Senegal Serra Leoa Sérvia Síria Somália Sri Lanka Suazilândia Sudão Sudão do Sul Suriname

T

Tailândia Tajiquistão Tanzânia Timor-Leste Togo Trinidad e Tobago Tucormenistão Tunísia Turquia

U

Ucrânia Uganda Uruguai Uzbequistão

V

Venezuela Vietnã

Z

Zâmbia Zimbábue