PNUD abre edital para empresas interessadas em realizar projeto sobre gestão de PCBs

22/mai/2017

Os projetos demonstrativos de inventário e plano de gestão de PCBs atuarão em companhias elétricas do sul do país. Foto: Tiago Zenero/PNUD Brasil.

Para atingir uma gestão sustentável das Bifenilas Policloradas/ PCBs – substância cancerígena controlada pela Convenção de Estocolmo – e fortalecer o controle e a eliminação progressiva da substância e a destinação ambientalmente adequada de seus estoques, o Ministério do Meio Ambiente (MMA) e o PNUD implementam o Projeto de estabelecimento da gestão de resíduos de PCB e sistema de disposição, com recursos do Fundo Global para o Meio Ambiente (GEF).

A iniciativa já realizou três projetos demonstrativos de Inventário e Planos de Gestão para o setor elétrico, assim como a capacitação de mais de 150 técnicos dos setores elétrico e de meio ambiente, nas empresas: COPEL, em Curitiba; CHESF, em Recife; e ELETROBRÁS, em Manaus.

Para dar continuidade às ações, o PNUD e o MMA lançam edital para contratação de empresas ou consórcio de empresas interessadas na realização de dois novos projetos demonstrativos de inventário e plano de gestão de PCBs, nas empresas Eletrobras Eletrosul S.A e na Companhia Estadual de Distribuição de Energia Elétrica-CEEE-D, localizadas no sul do país.

As inscrições devem ser feitas até 20 de junho, por meio do edital.

Para saber mais sobre o projeto, acesse aqui.

 

 do PNUD.