Projeto do Brasil está entre os dez finalistas do Accelerate 2030, ação conjunta de IMPACT HUB e PNUD de estimular empreendedorismo alinhado aos ODS

1/ago/2017

Accelerate 2030 é um programa de escala global para impacto social e ambiental. Foto: Impact Hub.

O Impact Hub e o PNUD anunciaram os dez finalistas internacionais da iniciativa Accelerate2030. Entre eles, está um projeto brasileiro chamado Piipee.

Accelerate2030 é um programa de escala global para o impacto social e ambiental positivo lançado pelo Impact Hub Genebra em 2016 com o PNUD como parceiro fundador. A missão da Accelerate2030 é dimensionar o impacto de empreendimentos que contribuem para os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) e para ajudá-los a desenvolver uma cultura corporativa sustentável.

Com 17 hubs de impacto participantes na segunda edição do Accelerate2030; 51 finalistas nacionais foram escolhidos ao redor do globo dentre 324 inscrições. Desses, 10 finalistas globais foram escolhidos e convidados para ir a Genebra em outubro.

Cada um dos dez finalistas será convidado irá à Suíça participar de uma semana inteira dedicada aos avanços dos ODS e se beneficiaram de um pacote de serviços oferecido pelo PNUD, Impact Hub e parceiros. Eles também participarão do Social Good Summit Geneva - uma cúpula a portas-fechadas que dará as boas-vindas a palestrantes e participantes de instituições financeiras, incubadoras, investidores de impacto e organizações internacionais para o desenvolvimento.

A edição de 2017 do Accelerate 2030 também contará com a SDG Factory (“Fábrica dos ODS”), evento de dois dias que reunirá os principais atores dos campos de inovação, empreendedorismo e ODS. Haverá ainda uma conferência aberta e cinco oficinas de alto nível sobre inovação para os Objetivos Globais.

Após essa semana de escala, o Accelerate2030 apoiará os dez finalistas, desenvolvendo um programa feito sob medida de 9 meses conectando-os com os parceiros certos para atender às  necessidades deles. No fim do programa, cada empreendimento terá adquirido as ferramentas e redes necessárias para dimensionar seu impacto social e ambiental para outros países, bem como desenvolver uma cultura corporativa que combine os valores retratados pelos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável.

Os dez finalistas:

Piipee (Brazil): Eles desenvolveram uma solução biodegradável que funciona na urina, eliminando seu odor, mudando sua cor, limpando o vaso sanitário, deixando um bom cheiro no toalete sem o uso de água. Isso poupa água por não tornar necessário o uso da descarga.

BenBen (Gana): BenBen é uma plataforma digital de informações sobre terras que visa enfrentar as deficiências na administração de terras para promover investimento, reduzir a pobreza e encorajar um manejo transparente dos recursos terrestres.  Eles aproveitam a tecnologia Blockchain para proporcionar aos governos, instituições financeiras, corretores e ao público em geral o acesso digital instantâneo à informação de propriedades e transações por meio de uma interface intuitiva. 

SafeMotos (Ruanda): SafeMotos é uma empresa de viagens em rede com sede em Ruanda que está desmantelando o sistema informal de transportes nas cidades africanas. Eles estão inovando por meio de um serviço de transporte comum, no estilo do Uber, aplicado aos “moto-táxis” e desenvolvendo um modelo de negócios para mercados emergentes. Seu serviço não só torna o transporte em cidades africanas mais conveniente, eficiente e seguro.

HearX Group (África do Sul): HearX Group (Pty) Ltd é uma startup premiada com a missão de democratizar o acesso à assistência médica empregando soluções de mHealth que qualquer pessoa pode usar, de qualquer lugar. O grupo HearX entrou no mercado com o premiado produto hearScreen enquanto outros produtos inovadores estão atualmente na fase de pesquisa e desenvolvimento ou em período de implementação beta.

SyaFunda (África do Sul): Proporciona acesso gratuito a uma educação de qualidade por meio de tecnologia móvel para celulares ao desenvolver conteúdo digital que inspira estudantes sem acesso à internet.

SALt (Philippines): São uma empresa social que distribui uma lanterna ecológica e sustentável, ativada pela água salgada.

Tree Alliance (Camboja): É uma aliança global de restaurantes de formação, que trabalha pelo futuro de jovens em situação de rua e jovens e adultos em situação de marginalização social.

Hablando Con Julis (Colômbia): HCJ é uma solução tecnológica que permite às pessoas com dificuldade de fala, leitura e escrita falar, ler, escrever e aprender.

HM Energy (México): Eles convertem restos poluentes de pneus descartados em substitutos de diesel com baixa emissão de carbono e carvão negro de carbono, utilizando módulos inovadores de conversão térmica.

Whole Surplus (Turquia): A Whole Surplus cria soluções tecnológicas de 360° para o desperdício de alimentos e o enfrentamento da fome e das mudanças globais do clima. Atualmente tem uma plataforma online de doação usada por comerciantes e bancos de alimentos. A plataforma é desenhada como um sistema de manejo de excedentes para entidades como produtores, distribuidores, recicladores e produtores de biogás.

A2030 Vision

A iniciativa Accelerate2030 acredita que em uma mudança de paradigma para práticas de negócios sustentáveis está em andamento e quer apoiar iniciativas ao redor do mundo para que seus negócios se esforcem no sentido de alcançar impacto social positivo em suas comunidades, bem como para apoiá-los com a cultura corporativa sustentável interna por meio de um programa de formação de lideranças (coaching).

Mais informações sobre o programa Accelerate 2030 aqui (em inglês): http://accelerate2030.net/