Ideias e atitudes que fazem a diferença

1/dez/2017

Seminário discutiu interação entre tecnologia, ciência e mudança do clima, com foco no desenvolvimento sustentável. Foto: Instituto Inhotim.

Apresentar desafios para a conservação da biodiversidade, sensibilizar o público em relação à contribuição individual para o meio ambiente e discutir ideias e ações que impactam o desenvolvimento sustentável. Esse foi o foco do “Seminário Internacional Mudança Climática e Biodiversidade: Ideias e Atitudes que Fazem a Diferença”, promovido pelo Instituto Inhotim e Banco Interamericano de Desenvolvimento, com apoio do PNUD, na cidade de Brumadinho (MG).

“Como Jardim Botânico e centro de concentração e disseminação do conhecimento, o Instituto Inhotim tem uma importância fundamental no cuidado com a biodiversidade e com os recursos naturais, além da reestruturação e reorganização do espaço de forma sustentável. Este seminário é uma oportunidade que o Inhotim traz para a sociedade discutir temas da mais alta relevância no que diz respeito à biodiversidade e à mudança climática. Não só discutir, mas refletir e convidar as pessoas para uma atitude individual, coletiva ou institucional”, disse o diretor do Jardim Botânico do Inhotim, Lucas Sigefredo.

Moderador do painel “Interface entre ciência, tecnologia e tomada de decisão pública e privada para o combate à mudança climática”, o assessor sênior do PNUD, Haroldo Machado Filho, destacou que o tema afeta diretamente a implementação dos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável. “Colocar a questão da mudança do clima mais próxima do cidadão comum e dos impactos no processo de desenvolvimento, em relação à mudança do clima, biodiversidade, edução pobreza, saúde, educação, é garantir que os 17 ODS, que são integrados e indivisíveis, sejam implementados”, afirmou.

O Seminário, que teve início no último dia 29 de novembro e termina nesta sexta 1, teve a participação de representantes da sociedade civil, setor privado, academia e organismos internacionais.

Sobre o Instituto Inhotim

Aberto ao público em 2006, o Inhotim já recebeu mais de 2,7 milhões de visitantes, sendo 400 mil de outros países. Localizado em Brumadinho, Minas Gerais, a 60 quilômetros da capital, Belo Horizonte, o instituto convida seus visitantes a se relacionarem com o mundo de forma mais crítica, consciente e transformadora. Atualmente, o acervo de arte contemporânea possui cerca de 1,3 mil obras. Dessas, 700 estão expostas nas 23 galerias e nos jardins do instituto. O Jardim Botânico é composto por cerca de 4,5 mil espécies nativas e raras de todos os continentes.

O PNUD tem acordo de cooperação com o Inhotim desde 2016, com objetivo de coordenar redes institucionais e recursos humanos e financeiros para incentivar a promoção de medidas de mitigação e de compensação de gases de efeito estufa resultantes das operações do instituto mediante o cancelamento de “Reduções Certificadas de Emissões (RCEs), provenientes de Mecanismos de Desenvolvimento Limpo (MDL). Na parceria, também estão previstas iniciativas de promoção do desenvolvimento de mecanismos voluntários de compensação individual de emissões desses gases, com base na metodologia aplicada na Conferência Rio+20, em 2012.

PNUD PNUD no mundo

Você está em PNUD Brasil 
Ir a PNUD Global

A

A ex-República jugoslava da Macedônia Afeganistão

Á

África do Sul

A

Albânia Angola Arábia Saudita Argélia Argentina Armênia Azerbaijão

B

Bahrein Bangladesh Barbados Belize Benim Bielorrússia Bolívia Bósnia e Herzegovina Botsuana Brasil Burkina Faso Burundi Butão

C

Cabo Verde Camarões Camboja Casaquistão Chade Chile China Chipre Colômbia Comores Costa do Marfim Costa Rica Croácia Cuba

D

Djibouti

E

Egito El Salvador Emirados Árabes Unidos Equador Eritréia Escritório do Pacífico Etiópia

F

Federação Russa Filipinas

G

Gabão Gâmbia Gana Geórgia Guatemala Guiana Guiné Guiné-Bissau Guiné Equatorial

H

Haiti Honduras

I

Iêmen Ilhas Maurício e Seychelles

Í

Índia

I

Indonésia Irã

J

Jamaica Jordânia

K

Kosovo Kuwait

L

Lesoto Líbano Libéria Líbia

M

Madagascar Malásia Malauí Maldivas Mali Marrocos Mauritânia México Moçambique Moldova Mongólia Montenegro Myanmar

N

Namíbia Nepal Nicarágua Níger Nigéria

P

Panamá Papua Nova Guiné Paquistão Paraguai PDR do Laos Peru Programa de Assistência ao Povo Palestino

Q

Quênia Quirguistão

R

República Centro-Africana República Democrática do Congo República do Congo República do Iraque República Dominicana República Popular Democrática da Coreia Ruanda

S

Samoa (Escritório Multi-País) São Tomé e Príncipe Senegal Serra Leoa Sérvia Síria Somália Sri Lanka Suazilândia Sudão Sudão do Sul Suriname

T

Tailândia Tajiquistão Tanzânia Timor-Leste Togo Trinidad e Tobago Tucormenistão Tunísia Turquia

U

Ucrânia Uganda Uruguai Uzbequistão

V

Venezuela Vietnã

Z

Zâmbia Zimbábue