Slide
Conselho Gestor do Programa Nacional de Voluntariado reúne-se na Casa da ONU, em Brasília. Foto: Gabriela Borelli/ PNUD Brasil
Slide
Conselho Gestor do Programa Nacional de Voluntariado reúne-se na Casa da ONU, em Brasília. Foto: Gabriela Borelli/ PNUD Brasil
Slide
Conselho Gestor do Programa Nacional de Voluntariado reúne-se na Casa da ONU, em Brasília. Foto: Gabriela Borelli/ PNUD Brasil
Slide
Conselho Gestor do Programa Nacional de Voluntariado reúne-se na Casa da ONU, em Brasília. Foto: Gabriela Borelli/ PNUD Brasil

A Agenda 2030 convoca todas as pessoas a colaborarem com a construção de um planeta mais justo, mais sustentável e sem pobreza extrema para as próximas gerações. Os esforços do voluntariado contribuem diretamente para a resposta a essa chamada. Com o intuito de valorizar e promover as atividades voluntárias no Brasil, o Governo Federal promove, com o apoio do PNUD, o Viva Voluntário - Programa Nacional de Voluntariado, que teve a primeira reunião de seu Conselho Gestor na última quarta-feira (31), na Casa da ONU, em Brasília. Durante o encontro, o grupo teve a oportunidade de debater o regimento interno e definir o plano de trabalho para 2018.

Esse foi o primeiro encontro dos 32 representantes do Conselho Gestor do Plano Nacional de Voluntariado, criado por decreto da Presidência da República em agosto de 2017 com o objetivo de incentivar o engajamento da população em atividades voluntárias. A composição do grupo gestor, formado a partir de seleção pública, foi anunciada em janeiro de 2018. Composto por representantes de 16 ministérios e 16 representantes do setor privado e de organizações da sociedade civil, o Conselho Gestor será responsável por definir as diretrizes do Viva Voluntário. O PNUD, parceiro implementador do Programa, exercerá a Secretaria Executiva do Conselho até dezembro de 2020.

Além do reconhecimento do voluntariado no Brasil, o Viva Voluntário prevê a conjunção de esforços entre governo, setor privado e terceiro setor no desenvolvimento de atividades voluntárias; a integração e convergência de interesses entre voluntários e iniciativas que demandem ações de voluntariado; e a participação ativa da sociedade na implementação dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS).

O representante-residente do PNUD e coordenador-residente da ONU Brasil, Niky Fabiancic, ressaltou no início da reunião:  “A agenda 2030 não é uma agenda das Nações Unidas, mas uma agenda dos países membros das Nações Unidas e conta com o engajamento de todos. Enquanto membros do Conselho Gestor, vocês têm  um papel estratégico para o avanço do Programa. A cooperação do PNUD com o Brasil reflete um desejo sincero de contribuir para o bem comum, rumo a uma sociedade mais justa.”

Ao longo do dia, foram debatidos o regimento interno do grupo, o plano de trabalho para o ano e a estruturação de grupos de trabalho. “Este conselho gestor conta com a participação de ministérios e membros da sociedade civil e setor privado. Contamos com a experiência e conhecimento de vocês em suas diferentes áreas para que nosso Programa Nacional do Voluntariado seja um sucesso”, enfatizou a assessora especial da Casa Civil da Presidência da República, Martha Seiller. Ela completou: “Nosso objetivo é unir esforços para que o voluntariado apoie a implementação dos ODS”.

Entre as atividades propostas para 2018 estão: a criação e primeira premiação do Prêmio Nacional de Voluntariado; o desenvolvimento da Plataforma Digital do Voluntariado, uma ferramenta que unirá as iniciativas e projetos das organizações que precisam de voluntários com as pessoas que querem se engajar em alguma atividade voluntária; regulamentação de uma política de estímulo ao voluntariado no âmbito do setor público: desempate em concursos públicos, processos internos de promoção nas carreiras, e licença-capacitação;  e o incentive do desenvolvimento do voluntariado nas universidades (públicas e privadas).

Conheça o Conselho Gestor:  http://www4.planalto.gov.br/vivavoluntario/noticias/programa-viva-voluntario-divulga-resultado-preliminar-da-selecao-para-comite-gestor.

Saiba mais sobre o Programa Nacional de Voluntariado: http://www.br.undp.org/content/brazil/pt/home/projects/platarforma-de-filantropia-no-brasil.html.

Icon of SDG 01 Icon of SDG 10 Icon of SDG 16 Icon of SDG 17

PNUD PNUD no mundo

Você está em PNUD Brasil 
Ir a PNUD Global

A

A ex-República jugoslava da Macedônia Afeganistão

Á

África do Sul

A

Albânia Angola Arábia Saudita Argélia Argentina Armênia Azerbaijão

B

Bahrein Bangladesh Barbados Belize Benim Bielorrússia Bolívia Bósnia e Herzegovina Botsuana Brasil Burkina Faso Burundi Butão

C

Cabo Verde Camarões Camboja Casaquistão Chade Chile China Chipre Colômbia Comores Costa do Marfim Costa Rica Croácia Cuba

D

Djibouti

E

Egito El Salvador Emirados Árabes Unidos Equador Eritréia Escritório do Pacífico Etiópia

F

Federação Russa Filipinas

G

Gabão Gâmbia Gana Geórgia Guatemala Guiana Guiné Guiné-Bissau Guiné Equatorial

H

Haiti Honduras

I

Iêmen Ilhas Maurício e Seychelles

Í

Índia

I

Indonésia Irã

J

Jamaica Jordânia

K

Kosovo Kuwait

L

Lesoto Líbano Libéria Líbia

M

Madagascar Malásia Malauí Maldivas Mali Marrocos Mauritânia México Moçambique Moldova Mongólia Montenegro Myanmar

N

Namíbia Nepal Nicarágua Níger Nigéria

P

Panamá Papua Nova Guiné Paquistão Paraguai PDR do Laos Peru Programa de Assistência ao Povo Palestino

Q

Quênia Quirguistão

R

República Centro-Africana República Democrática do Congo República do Congo República do Iraque República Dominicana República Popular Democrática da Coreia Ruanda

S

Samoa (Escritório Multi-País) São Tomé e Príncipe Senegal Serra Leoa Sérvia Síria Somália Sri Lanka Suazilândia Sudão Sudão do Sul Suriname

T

Tailândia Tajiquistão Tanzânia Timor-Leste Togo Trinidad e Tobago Tucormenistão Tunísia Turquia

U

Ucrânia Uganda Uruguai Uzbequistão

V

Venezuela Vietnã

Z

Zâmbia Zimbábue