Projeto Segurança Cidadã

Durante os meses de novembro e dezembro de 2018, nove turmas terão acesso às discussões da sexta edição do curso de Convivência e Segurança Cidadã, com metodologia desenvolvida pelo PNUD, que enfatiza a importância de ações multisetoriais para a prevenção e controle da violência.

A primeira das nove turmas teve início na segunda-feira (5) e terá, até a tarde desta quinta-feira (8), para discutir temas como desenvolvimento humano, indicadores e públicos vulneráveis, acesso à Justiça e mediação de conflitos, participação social e prevenção da segurança, entre outros.

Na mesa de abertura, estiveram presentes coordenadora da Unidade de Paz e Governança Democrática do PNUD, Moema Freire; o secretário de Segurança Pública do Distrito Federal, Cristiano Sampaio; o diretor da Divisão de Ensino Superior da Polícia Civil do Distrito Federal, Reinaldo Lobo; e o assessor especial da Secretaria de Estado da Segurança e da Paz Social, Pehkx Silveira.

"Vejo [no curso] uma grande oportunidade para nivelar conhecimentos e tenho certeza de que a expertise do PNUD vai contribuir para isso. A redução dos índices de problemas de segurança pública no DF resulta de um trabalho exaustivo: espero que este curso possa fortalecer os laços e contribuir para uma segurança ainda mais cidadã", disse Sampaio em sua fala de abertura.

O secretário destacou, ainda, a importância dos processos próprios dos Conselhos Comunitários. "Provocamos esta reunião integrada entre comunidade e forças públicas – sem interferir nos processos próprios dos Conselhos de Segurança – proporcionando o encontro entre as pessoas e as forças de segurança para apresentar seus problemas".

Segurança cidadã e os ODS

"Quando falamos em desenvolvimento, não falamos apenas em gerar renda, mas em criar um ambiente para que o cidadão possa se desenvolver e gerar o desenvolvimento pleno das pessoas", observou Moema Freire em sua fala. Ela relembrou os presentes que esse é o tema do Objetivo de Desenvolvimento Sustentável 16, que aborda a promoção de sociedades pacíficas e inclusivas, garantindo o acesso à justiça para todas e todos.

"Precisamos aterrisar essa agenda, para que ela seja apropriada no âmbito local. Além disso, devemos saber que os gestores públicos se comprometeram com ela e que, por isso, a sociedade precisa conhecê-la para cobrar esses gestores", completou.

O curso

O PNUD realiza o curso de Convivência e Segurança Cidadã em diferentes países da América Latina há mais de 20 anos. No Brasil, os primeiros cursos foram em 2007, por meio de uma parceria com a Secretaria Nacional de Segurança Pública do Ministério da Justiça (Senasp-MJ). A edição de 2018 é a sexta.

O curso tem como objetivo o conceito trabalhado pelo PNUD, segundo o qual a violência acontece por diferentes motivos e, assim, deve ser tratada de maneira intersetorial, com ações tanto de controle e repressão qualificada quanto (e principalmente) de prevenção, por meio de políticas públicas integradas no âmbito local.

Assim, os encontros procuram apresentar um instrumental aos participantes que os capacite para atuar na sensibilização, planejamento, monitoramento e avaliação de políticas públicas relacionadas à segurança.

A próxima turma do curso será na penúltima semana de novembro de 2018.

Icon of SDG 16

PNUD PNUD no mundo

Você está em PNUD Brasil 
Ir a PNUD Global

A

A ex-República jugoslava da Macedônia Afeganistão

Á

África do Sul

A

Albânia Angola Arábia Saudita Argélia Argentina Armênia Azerbaijão

B

Bahrein Bangladesh Barbados Belize Benim Bielorrússia Bolívia Bósnia e Herzegovina Botsuana Brasil Burkina Faso Burundi Butão

C

Cabo Verde Camarões Camboja Casaquistão Chade Chile China Chipre Colômbia Comores Costa do Marfim Costa Rica Croácia Cuba

D

Djibouti

E

Egito El Salvador Emirados Árabes Unidos Equador Eritréia Escritório do Pacífico Etiópia

F

Federação Russa Filipinas

G

Gabão Gâmbia Gana Geórgia Guatemala Guiana Guiné Guiné-Bissau Guiné Equatorial

H

Haiti Honduras

I

Iêmen Ilhas Maurício e Seychelles

Í

Índia

I

Indonésia Irã

J

Jamaica Jordânia

K

Kosovo Kuwait

L

Lesoto Líbano Libéria Líbia

M

Madagascar Malásia Malauí Maldivas Mali Marrocos Mauritânia México Moçambique Moldova Mongólia Montenegro Myanmar

N

Namíbia Nepal Nicarágua Níger Nigéria

P

Panamá Papua Nova Guiné Paquistão Paraguai PDR do Laos Peru Programa de Assistência ao Povo Palestino

Q

Quênia Quirguistão

R

República Centro-Africana República Democrática do Congo República do Congo República do Iraque República Dominicana República Popular Democrática da Coreia Ruanda

S

Samoa (Escritório Multi-País) São Tomé e Príncipe Senegal Serra Leoa Sérvia Síria Somália Sri Lanka Suazilândia Sudão Sudão do Sul Suriname

T

Tailândia Tajiquistão Tanzânia Timor-Leste Togo Trinidad e Tobago Tucormenistão Tunísia Turquia

U

Ucrânia Uganda Uruguai Uzbequistão

V

Venezuela Vietnã

Z

Zâmbia Zimbábue