Foto: Superintendência de Representação do Piauí (Surpi)

Brasília foi sede do 18º Encontro Nacional de Estudantes do Campo de Públicas (ENECAP) entre 5 e 8 de setembro. O evento reuniu, na Universidade de Brasília (UnB), centenas de estudantes de todo o Brasil e de alguns países da América Latina para debater políticas públicas.

Foi a primeira vez que a capital federal sediou o ENECAP, maior e mais estruturado evento da área, que engloba os cursos de Administração Pública, Gestão de Políticas Públicas e Ciências do Estado. Desde 2002, o encontro se destaca por reunir estudantes, professores, pesquisadores e profissionais comprometidos com a construção de um setor público cada vez mais profissionalizado, eficiente, efetivo e democrático.

A proposta do ENECAP é criar novos espaços de troca e construção de conhecimentos coletivos e individuais, nos quais os atores discutam ideias e propostas para um setor público mais eficiente. O evento está alinhado aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), especialmente ao ODS 16 – Paz, Justiça e Instituições Eficazes, que trata, entre outros aspectos, do fortalecimento do Estado de Direito e da governança nacionais.

"O PNUD acha importante acompanhar o debate e contribuir nas discussões sobre administração pública, especialmente de jovens estudantes que, um dia, poderão assumir papéis-chave na condução das políticas públicas do país. É necessário que jovens pensem a administração pública numa perspectiva nacional, levando em conta as especificidades regionais", afirma a oficial do PNUD Moema Freire, que participou da mesa debates "Segurança Pública e Políticas Penais". Do PNUD, participou também o coordenador de comunicação, Luciano Milhomem, presente à mesa "Mídia e Política".

Para o coordenador geral do ENECAP, Matheus Assis, o PNUD é um ator fundamental  no apoio à implementação de políticas públicas e, por isso, sua participação no ENECAP contribuiu para fortalecer a proposta do evento e trazer mais credibilidade ao debate. "O trabalho e as ações do PNUD demonstram um propósito parecido com o nosso, que é servir a população da melhor forma possível, melhorar a vida das pessoas e reduzir as desigualdades sociais", afirmou.

Neste ano, o tema do evento foi "Arenas Públicas: Conexões e Espaços em Disputa", que abordou a compreensão de um espaço onde vários pontos de vista são expressos na tentativa de solução para determinado problema, com a ideia de trazer os congressistas para o debate e mostrar à capital federal a alta qualidade dos estudantes e profissionais da área.

A programação foi construída com base em quatro eixos principais – Cidade, Política, Campo de Públicas, Conexões e Espaços em Disputa – e em espaços de apresentações artísticas.

Icon of SDG 16

PNUD PNUD no mundo

Você está em PNUD Brasil 
Ir a PNUD Global

A

Afeganistão

Á

África do Sul

A

Albânia Angola Arábia Saudita Argélia Argentina Armênia Azerbaijão

B

Bahrein Bangladesh Barbados Belize Benim Bielorrússia Bolívia Bósnia e Herzegovina Botsuana Brasil Burkina Faso Burundi Butão

C

Cabo Verde Camarões Camboja Casaquistão Chade Chile China Chipre Colômbia Comores Costa do Marfim Costa Rica Croácia Cuba

D

Djibouti

E

Egito El Salvador Emirados Árabes Unidos Equador Eritréia Escritório do Pacífico Essuatíni Etiópia

F

Federação Russa Filipinas

G

Gabão Gâmbia Gana Geórgia Guatemala Guiana Guiné Guiné-Bissau Guiné Equatorial

H

Haiti Honduras

I

Iêmen Ilhas Maurício e Seychelles

Í

Índia

I

Indonésia Irã

J

Jamaica Jordânia

K

Kosovo Kuwait

L

Lesoto Líbano Libéria Líbia

M

Macedônia do Norte Madagascar Malásia Malauí Maldivas Mali Marrocos Mauritânia México Moçambique Moldova Mongólia Montenegro Myanmar

N

Namíbia Nepal Nicarágua Níger Nigéria

P

Panamá Papua Nova Guiné Paquistão Paraguai PDR do Laos Peru Programa de Assistência ao Povo Palestino

Q

Quênia Quirguistão

R

República Centro-Africana República Democrática do Congo República do Congo República do Iraque República Dominicana República Popular Democrática da Coreia Ruanda

S

Samoa (Escritório Multi-País) São Tomé e Príncipe Senegal Serra Leoa Sérvia Síria Somália Sri Lanka Sudão Sudão do Sul Suriname

T

Tailândia Tajiquistão Tanzânia Timor-Leste Togo Trinidad e Tobago Tucormenistão Tunísia Turquia

U

Ucrânia Uganda Uruguai Uzbequistão

V

Venezuela Vietnã

Z

Zâmbia Zimbábue