Foto: Diego Peres/SECOM

O governador do Amazonas, Wilson Lima, se reuniu com uma equipe do PNUD, em Manaus, na segunda-feira 8. O objetivo do encontro foi iniciar um diálogo sobre o alinhamento das estratégias do governo em seu Plano Plurianual (PPA) 2020-2023 com os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS). Entre as pautas debatidas, estavam o mapeamento de aceleradores de desenvolvimento e a criação de uma rede de facilitadores.

Além do governador e representantes do PNUD, participaram da reunião o secretário de Planejamento, Desenvolvimento, Ciência, Tecnologia e Inovação, Jório de Albuquerque Veiga Filho; e o secretário de Meio Ambiente, Eduardo Taveira. Na próxima quarta-feira 10, o governo do Amazonas promoverá uma oficina estratégica, com participação do Movimento Brasil Competitivo e do PNUD, para apresentação do panorama oferecido pelos ODS, os programas estruturantes do governo e a metodologia utilizada para elaboração do PPA.

Para o governador Wilson Lima, incluir as metas da Agenda 2030 ao planejamento estratégico do governo gerará um impacto que irá além do período previsto para o Plano Plurianual. "Estamos abertos a construir essa parceria com o PNUD, que chega em um momento muito favorável, quando estamos construindo nosso planejamento estratégico para os próximos quatro anos, com o nosso PPA. É também uma oportunidade de avançar nesse planejamento já pensando em um cenário para os próximos dez anos", afirma o governador.

O secretário Jório Veiga destaca a importância da articulação para a abertura à cooperação internacional de maneira ampla. "A verdade é que, ao fazer esse diálogo, permitimos que o Estado do Amazonas se alinhe à Agenda 2030 de uma maneira direta. Ao mesmo tempo, permitimos que, num futuro muito próximo, haja acesso a outras agendas internacionais, outros parceiros que podem financiar nosso desenvolvimento, já que vão confiar no trabalho que está sendo feito aqui".

Um novo encontro será realizado em agosto, que reunirá governo, representantes do setor privado e sociedade civil organizada para um debate sobre o alcance dos ODS no Amazonas.

O coordenador da área de Pessoas e Prosperidade do PNUD, Cristiano Prado, destaca a importância dessa articulação entre setores, a partir da iniciativa do governo, para acelerar a agenda 2030. "O resultado vai ser uma mudança na realidade do Estado do Amazonas, gerando uma transformação efetiva na vida das pessoas", afirma.

Icon of SDG 17

PNUD PNUD no mundo

Você está em PNUD Brasil 
Ir a PNUD Global

A

Afeganistão

Á

África do Sul

A

Albânia Angola Arábia Saudita Argélia Argentina Armênia Azerbaijão

B

Bahrein Bangladesh Barbados Belize Benim Bielorrússia Bolívia Bósnia e Herzegovina Botsuana Brasil Burkina Faso Burundi Butão

C

Cabo Verde Camarões Camboja Casaquistão Chade Chile China Chipre Colômbia Comores Costa do Marfim Costa Rica Croácia Cuba

D

Djibouti

E

Egito El Salvador Emirados Árabes Unidos Equador Eritréia Escritório do Pacífico Essuatíni Etiópia

F

Federação Russa Filipinas

G

Gabão Gâmbia Gana Geórgia Guatemala Guiana Guiné Guiné-Bissau Guiné Equatorial

H

Haiti Honduras

I

Iêmen Ilhas Maurício e Seychelles

Í

Índia

I

Indonésia Irã

J

Jamaica Jordânia

K

Kosovo Kuwait

L

Lesoto Líbano Libéria Líbia

M

Macedônia do Norte Madagascar Malásia Malauí Maldivas Mali Marrocos Mauritânia México Moçambique Moldova Mongólia Montenegro Myanmar

N

Namíbia Nepal Nicarágua Níger Nigéria

P

Panamá Papua Nova Guiné Paquistão Paraguai PDR do Laos Peru Programa de Assistência ao Povo Palestino

Q

Quênia Quirguistão

R

República Centro-Africana República Democrática do Congo República do Congo República do Iraque República Dominicana República Popular Democrática da Coreia Ruanda

S

Samoa (Escritório Multi-País) São Tomé e Príncipe Senegal Serra Leoa Sérvia Síria Somália Sri Lanka Sudão Sudão do Sul Suriname

T

Tailândia Tajiquistão Tanzânia Timor-Leste Togo Trinidad e Tobago Tucormenistão Tunísia Turquia

U

Ucrânia Uganda Uruguai Uzbequistão

V

Venezuela Vietnã

Z

Zâmbia Zimbábue