No centro histórico de Cartagena, Colômbia, 'palenqueras' mostram com orgulho as cores de seus tradicionais vestidos. Foto: iStock.com/Ruben Ramos.

O próximo seminário online do programa conjunto sobre governança ambiental do PNUD e da agência de proteção ambiental sueca (EGP, Environmental Governance Programme) abordará os impactos diferenciados das atividades de mineração sobre mulheres e meninas, discutindo experiências recentes da Colômbia. Algumas das perguntas contempladas no seminário incluem:

  • Como as mulheres e meninas são afetadas diferentemente pelo setor de mineração?
  • Quais ferramentas de política pública os governos podem usar para lidar melhor com essas lacunas de gênero?
  • Como a Colômbia melhorou suas políticas públicas e arcabouço regulatório relacionado à mineração a partir de uma perspectiva de gênero?

Como participar

O seminário, aberto ao público, será na próxima terça-feira 18 por meio da plataforma GoToWebinar. O evento, em inglês, começará às 12h (Brasília). A sessão em espanhol começará às 15h. Ambos terão duração de 90 minutos.

  • O registro para o seminário em inglês deve ser feito com antecedência neste link
  • O registro para o seminário em espanhol deverá ser feito neste link

Palestrantes

  • Anders Arco: Consultor sobre questões de gênero no setor de mineração nas entidades da sociedade civil Alianza para la Minería Responsable (Colômbia) e Solidaridad Internacional (Espanha).
  • Javier Blanco: Oficial de campo no escritório da ONU Mulheres no departamento de Chocó, Colômbia.
  • Luisa Fernanda Bacca: Chefe do Departamento de Assuntos Sociais e Ambientais do Ministério de Minas e Energia da Colômbia.
  • Sohinee Mazumdar: Ativista de direitos humanos e proteção ambiental.

O seminário em espanhol terá moderaçãp de Christian Felipe Lesmes e Viviana Martínez-Pulido, do PNUD Colômbia. O seminário em inglês será moderado por Sarah Daitch, do programa conjunto de governança ambiental.

Sobre o assunto

Há um crescente reconhecimento de que o setor de mineração não apenas gera impacto diferente sobre homens e mulheres, mas que as políticas públicas para a governança do setor também afetam as mulheres e os homens de maneira diferente.

Estatisticamente, mulheres e meninas têm mais probabilidade de sofrer os impactos negativos relacionados à mineração, tais como a poluição da água e da terra ou a falta de acesso a água e terra, e ameaças à segurança e saúde, relacionadas ao influxo de trabalhadores temporários e pessoas à procura de emprego, tais como doenças sexualmente transmissíveis e agressões sexuais.

Este próximo seminário online do programa de governança ambiental analisará como os países podem incorporar questões de gênero em suas respostas à mineração, tirando lições de experiências colombianas aplicadas na mineração de ouro e carvão mineral.

Contato:

  • Sanna Due, Programa conjunto de governança ambiental, PNUD/Naturvårdsverket, sanna.due@undp.org

 

O EGP é um programa conjunto do PNUD e da Agência de Proteção Ambiental da Suécia (Naturvårdsverket) sobre gestão sustentável dos recursos naturais. Lançado em 2014, o programa apoia governos a integrar a proteção ambiental e dos direitos humanos na gestão e governança do setor de mineração. O programa atua em colaboração com os governos da Colômbia, Quênia, Mongólia e Moçambique. Acesse o site

Icon of SDG 05 Icon of SDG 12

PNUD PNUD no mundo

Você está em PNUD Brasil 
Ir a PNUD Global

A

Afeganistão

Á

África do Sul

A

Albânia Angola Arábia Saudita Argélia Argentina Armênia Azerbaijão

B

Bahrein Bangladesh Barbados Belize Benim Bielorrússia Bolívia Bósnia e Herzegovina Botsuana Brasil Burkina Faso Burundi Butão

C

Cabo Verde Camarões Camboja Casaquistão Chade Chile China Chipre Colômbia Comores Costa do Marfim Costa Rica Croácia Cuba

D

Djibouti

E

Egito El Salvador Emirados Árabes Unidos Equador Eritréia Escritório do Pacífico Essuatíni Etiópia

F

Federação Russa Filipinas

G

Gabão Gâmbia Gana Geórgia Guatemala Guiana Guiné Guiné-Bissau Guiné Equatorial

H

Haiti Honduras

I

Iêmen Ilhas Maurício e Seychelles

Í

Índia

I

Indonésia Irã

J

Jamaica Jordânia

K

Kosovo Kuwait

L

Lesoto Líbano Libéria Líbia

M

Macedônia do Norte Madagascar Malásia Malauí Maldivas Mali Marrocos Mauritânia México Moçambique Moldova Mongólia Montenegro Myanmar

N

Namíbia Nepal Nicarágua Níger Nigéria

P

Panamá Papua Nova Guiné Paquistão Paraguai PDR do Laos Peru Programa de Assistência ao Povo Palestino

Q

Quênia Quirguistão

R

República Centro-Africana República Democrática do Congo República do Congo República do Iraque República Dominicana República Popular Democrática da Coreia Ruanda

S

Samoa (Escritório Multi-País) São Tomé e Príncipe Senegal Serra Leoa Sérvia Síria Somália Sri Lanka Sudão Sudão do Sul Suriname

T

Tailândia Tajiquistão Tanzânia Timor-Leste Togo Trinidad e Tobago Tucormenistão Tunísia Turquia

U

Ucrânia Uganda Uruguai Uzbequistão

V

Venezuela Vietnã

Z

Zâmbia Zimbábue