Iniciativa Incluir

O PNUD e um grupo de parceiros lançaram edital de convocação para seleção pública de aceleradoras de negócios de impacto social e ambiental, publicado no âmbito do Documento de Projeto "Humanize: Fortalecimento do ecossistema de investimento social privado e de negócios de impacto no Brasil". O projeto de cooperação técnica internacional tem o objetivo de fortalecer o ecossistema de investimento social privado e de negócios de impacto no Brasil.

Atualmente, o PNUD está pilotando um blended fund por meio do Social Prosperity Impact Fund, com o intuito de direcionar investimentos de múltiplos atores e setores – filantrópicos, empresas, governos e investidores de modo geral – aos negócios de impacto. O fundo, cujo lançamento está previsto para março de 2019, está sendo arquitetado de maneira participativa, tendo em seu desenho um amplo processo de cocriação com atores ligados ao setor de investimento de impacto no país.

De acordo com a gerente de Parcerias para o Setor Privado do PNUD, Luciana Aguiar, é nesse contexto que se insere a seleção pública, que tem como finalidade testar o modelo de apoio para negócios de impacto para desenvolver novos mecanismos de investimento e financiamento, especialmente no estágio inicial e de tração das empresas. "A ideia é que esse acesso capital possa potencializar o impacto social e ambiental dos negócios que atuam na região amazônica".

Para a seleção, serão consideradas elegíveis organizações da sociedade civil, sem fins lucrativos, que comprovadamente atuem no desenvolvimento e apoio a programas de pré-aceleração, de aceleração e/ou de investimento financeiro personalizado, organizados por meio de chamada pública, para impulsionar negócios sustentáveis na região amazônica.

As propostas de trabalho deverão ser apresentadas ao PNUD até as 23h59 de 15 de fevereiro de 2019. Clique aqui para conferir a íntegra do edital.

Icon of SDG 17

PNUD PNUD no mundo

Você está em PNUD Brasil 
Ir a PNUD Global

A

Afeganistão

Á

África do Sul

A

Albânia Angola Arábia Saudita Argélia Argentina Armênia Azerbaijão

B

Bahrein Bangladesh Barbados Belize Benim Bielorrússia Bolívia Bósnia e Herzegovina Botsuana Brasil Burkina Faso Burundi Butão

C

Cabo Verde Camarões Camboja Casaquistão Chade Chile China Chipre Colômbia Comores Costa do Marfim Costa Rica Croácia Cuba

D

Djibouti

E

Egito El Salvador Emirados Árabes Unidos Equador Eritréia Escritório do Pacífico Essuatíni Etiópia

F

Federação Russa Filipinas

G

Gabão Gâmbia Gana Geórgia Guatemala Guiana Guiné Guiné-Bissau Guiné Equatorial

H

Haiti Honduras

I

Iêmen Ilhas Maurício e Seychelles

Í

Índia

I

Indonésia Irã

J

Jamaica Jordânia

K

Kosovo Kuwait

L

Lesoto Líbano Libéria Líbia

M

Macedônia do Norte Madagascar Malásia Malauí Maldivas Mali Marrocos Mauritânia México Moçambique Moldova Mongólia Montenegro Myanmar

N

Namíbia Nepal Nicarágua Níger Nigéria

P

Panamá Papua Nova Guiné Paquistão Paraguai PDR do Laos Peru Programa de Assistência ao Povo Palestino

Q

Quênia Quirguistão

R

República Centro-Africana República Democrática do Congo República do Congo República do Iraque República Dominicana República Popular Democrática da Coreia Ruanda

S

Samoa (Escritório Multi-País) São Tomé e Príncipe Senegal Serra Leoa Sérvia Síria Somália Sri Lanka Sudão Sudão do Sul Suriname

T

Tailândia Tajiquistão Tanzânia Timor-Leste Togo Trinidad e Tobago Tucormenistão Tunísia Turquia

U

Ucrânia Uganda Uruguai Uzbequistão

V

Venezuela Vietnã

Z

Zâmbia Zimbábue