Michael Atwood, UNDP

Quando a diversificação na tomada de decisões não existe, é provável que os interesses públicos sejam traduzidos em políticas que representem apenas um grupo em detrimento de outros, gerando desconfiança e distanciamento do sistema democrático. Por isso, a participação de mulheres na política é essencial à democracia.

Atualmente, as condições de acesso, participação e permanência das mulheres em cargos políticos, a níveis nacional e subnacional, continuam a ser baixas na América Latina e no Caribe, embora a porcentagem de parlamentares eleitas tenha passado de 13,23% em 2000 para 31,52% em 2018. De acordo com o Global Gender Gap Report 2018, relatório do Fórum Econômico Mundial que analisa a disparidade de gênero em 149 países, o Brasil ocupa a 112ª posição no ranking que mede o empoderamento político de mulheres. A Bolívia, por sua vez, está na 14ª posição, à frente de países como Colômbia (59ª) e Paraguai (114ª). Quando se avalia separadamente o número de mulheres eleitas para o Congresso, o Brasil aparece no 126º lugar da lista, índice um pouco melhor do que o da presença delas em cargos ministeriais, que está na 139ª posição.

A fim de criar um espaço dinâmico que contribua para a construção de consensos e estratégias para apoiar os esforços regionais e nacionais para a democracia paritária, será lançada a Rede de Democracia Paritária, que faz parte da iniciativa Atenea, promovida por PNUD, ONU Mulheres e Instituto Internacional para a Democracia e Assistência Eleitoral (IDEA Internacional). Composta por especialistas regionais, atores políticos, líderes e formadores de opinião, a Rede surge como espaço para trocas de experiências, conhecimentos, estratégias e recomendações, bem como para a criação de parcerias estratégicas que acelerem o progresso em direção à paridade política na região.

O lançamento virtual da Rede ocorre no próximo dia 29 de janeiro, às 19h (horário de Brasília), e qualquer pessoa pode acompanhar pela internet, desde que se inscreva previamente no site. Participarão do webinar de abertura a vice-presidente da Costa Rica, Epsy Campbell Barr; a diretora regional adjunta da ONU Mulheres para as Américas e o Caribe, Lara Blanco; e o diretor do Centro Regional do PNUD para a América Latina e o Caribe, Richard Barathe; com mediação da coordenadora-residente da ONU na Costa Rica, Alice H. Shackelford. Após a fala de Barr, haverá espaço para uma sessão de perguntas e respostas.

Atenea

Atenea é um mecanismo que busca aumentar a participação política das mulheres na América Latina por meio de ações e parcerias estratégicas que permitam a elas ocupar posições de liderança política para representar e influenciar o desenvolvimento de suas sociedades. Promovida em conjunto por PNUD, ONU Mulheres e IDEA Internacional, a iniciativa já foi implementada em oito países (México, Guatemala, Panamá, Uruguai, Chile, Argentina, Peru e Honduras) e está em fase inicial em três países e uma província (Colômbia, Bolívia, Brasil e Córdoba/Argentina).

Icon of SDG 05

PNUD PNUD no mundo

Você está em PNUD Brasil 
Ir a PNUD Global

A

Afeganistão

Á

África do Sul

A

Albânia Angola Arábia Saudita Argélia Argentina Armênia Azerbaijão

B

Bahrein Bangladesh Barbados Belize Benim Bielorrússia Bolívia Bósnia e Herzegovina Botsuana Brasil Burkina Faso Burundi Butão

C

Cabo Verde Camarões Camboja Casaquistão Chade Chile China Chipre Colômbia Comores Costa do Marfim Costa Rica Croácia Cuba

D

Djibouti

E

Egito El Salvador Emirados Árabes Unidos Equador Eritréia Escritório do Pacífico Essuatíni Etiópia

F

Federação Russa Filipinas

G

Gabão Gâmbia Gana Geórgia Guatemala Guiana Guiné Guiné-Bissau Guiné Equatorial

H

Haiti Honduras

I

Iêmen Ilhas Maurício e Seychelles

Í

Índia

I

Indonésia Irã

J

Jamaica Jordânia

K

Kosovo Kuwait

L

Lesoto Líbano Libéria Líbia

M

Macedônia do Norte Madagascar Malásia Malauí Maldivas Mali Marrocos Mauritânia México Moçambique Moldova Mongólia Montenegro Myanmar

N

Namíbia Nepal Nicarágua Níger Nigéria

P

Panamá Papua Nova Guiné Paquistão Paraguai PDR do Laos Peru Programa de Assistência ao Povo Palestino

Q

Quênia Quirguistão

R

República Centro-Africana República Democrática do Congo República do Congo República do Iraque República Dominicana República Popular Democrática da Coreia Ruanda

S

Samoa (Escritório Multi-País) São Tomé e Príncipe Senegal Serra Leoa Sérvia Síria Somália Sri Lanka Sudão Sudão do Sul Suriname

T

Tailândia Tajiquistão Tanzânia Timor-Leste Togo Trinidad e Tobago Tucormenistão Tunísia Turquia

U

Ucrânia Uganda Uruguai Uzbequistão

V

Venezuela Vietnã

Z

Zâmbia Zimbábue