Foto: Guilherme Larsen/PNUD.

Fortalecer as capacidades dos atores locais para a integração dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, estabelecer referências e elaborar insumos para o alinhamento da Agenda 2030 às necessidades dos territórios e promover a gestão do conhecimento para replicar as boas práticas. Esse é o foco das ações do PNUD em 110 municípios de 14 Estados brasileiros, em parceria com a Petrobras. O projeto também acompanhará o processo de evolução de indicadores nos territórios para o alcance dos ODS, além de promover a capacitação de gestores públicos e mobilizar a sociedade civil e o setor privado na promoção de iniciativas que dialoguem com o desenvolvimento econômico, social e ambiental, de forma integrada.

A primeira etapa, que é a aproximação com gestores públicos municipais, teve início nesta segunda-feira (28). Representantes da Petrobras e do PNUD se reuniram com integrantes da Prefeitura de São José dos Campos e com o diretor de Desenvolvimento Social da cidade de São Sebastião, Henrique Simões, e discutiram formas de aprimorar os indicadores locais com base na Agenda 2030. De acordo com o prefeito da cidade, Felício Ramuth, a parceria entre as instituições será uma forma de acelerar o alcance dos ODS.

“A territorialização é fundamental para que possamos nos apropriar dos indicadores e das metas dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável. O apoio do PNUD e da Petrobras, sem dúvida, fará grande diferença aqui para a cidade e para a região. Temos um plano de governo com metas e indicadores. Essa iniciativa contribuirá para aprimorarmos nosso planejamento ”, afirmou o prefeito de São José dos Campos.

Para fortalecer os municípios na identificação das metas da Agenda 2030 que precisam ser fortalecidas, o projeto também apoiará as necessidades das regiões por meio de diagnósticos locais, para auxiliar os gestores públicos com dados efetivos e que tenham como linha de base os ODS.

De acordo com a assessora de Desenvolvimento Territorial do PNUD, Ieva Lazareviciute, o projeto de territorialização e aceleração dos ODS fortalecerá as capacidades locais de forma a gerar engajamento e ações específicas, respeitando a realidade de cada lugar, para o cumprimento das metas da Agenda 2030. Segundo ela, a participação dos diferentes segmentos da sociedade será fundamental para que o desenvolvimento seja participativo e inclusivo.

“A Agenda 2030 traz essa vertente da integração econômica, social e ambiental, de forma equilibrada. Nós vamos trabalhar, por meio desse projeto conjunto com a Petrobras, em 110 municípios do país. Nosso maior objetivo é fortalecer a capacidade dos gestores em identificarem necessidades, com diagnósticos e dados específicos, para fortalecer o planejamento das políticas públicas. A mobilização da sociedade civil e do setor privado também vai ser essencial para que as ações aconteçam de forma integrada”, afirmou Ieva Lazareviciute.

Nesta terça-feira, os representantes da Petrobras e do PNUD se reunirão com prefeitos e gestores públicos da região do litoral sul de São Paulo, oportunidade em que apresentarão os objetivos do projeto e discutirão a formatação de políticas públicas baseadas na territorialização da Agenda 2030.

 

PNUD PNUD no mundo

Você está em PNUD Brasil 
Ir a PNUD Global

A

A ex-República jugoslava da Macedônia Afeganistão

Á

África do Sul

A

Albânia Angola Arábia Saudita Argélia Argentina Armênia Azerbaijão

B

Bahrein Bangladesh Barbados Belize Benim Bielorrússia Bolívia Bósnia e Herzegovina Botsuana Brasil Burkina Faso Burundi Butão

C

Cabo Verde Camarões Camboja Casaquistão Chade Chile China Chipre Colômbia Comores Costa do Marfim Costa Rica Croácia Cuba

D

Djibouti

E

Egito El Salvador Emirados Árabes Unidos Equador Eritréia Escritório do Pacífico Etiópia

F

Federação Russa Filipinas

G

Gabão Gâmbia Gana Geórgia Guatemala Guiana Guiné Guiné-Bissau Guiné Equatorial

H

Haiti Honduras

I

Iêmen Ilhas Maurício e Seychelles

Í

Índia

I

Indonésia Irã

J

Jamaica Jordânia

K

Kosovo Kuwait

L

Lesoto Líbano Libéria Líbia

M

Madagascar Malásia Malauí Maldivas Mali Marrocos Mauritânia México Moçambique Moldova Mongólia Montenegro Myanmar

N

Namíbia Nepal Nicarágua Níger Nigéria

P

Panamá Papua Nova Guiné Paquistão Paraguai PDR do Laos Peru Programa de Assistência ao Povo Palestino

Q

Quênia Quirguistão

R

República Centro-Africana República Democrática do Congo República do Congo República do Iraque República Dominicana República Popular Democrática da Coreia Ruanda

S

Samoa (Escritório Multi-País) São Tomé e Príncipe Senegal Serra Leoa Sérvia Síria Somália Sri Lanka Suazilândia Sudão Sudão do Sul Suriname

T

Tailândia Tajiquistão Tanzânia Timor-Leste Togo Trinidad e Tobago Tucormenistão Tunísia Turquia

U

Ucrânia Uganda Uruguai Uzbequistão

V

Venezuela Vietnã

Z

Zâmbia Zimbábue