O QUE FAZEMOS

Planeta

O impacto das mudanças do clima representa um assunto crucial para o futuro do Brasil, país que abriga a maior biodiversidade do planeta e uma rica sociobiodiversidade, representada por centenas de povos indígenas, quilombolas, ribeirinhos e outras comunidades tradicionais. Proteger os recursos naturais dos efeitos das mudanças do clima, é também proteger o planeta para as gerações futuras. Com esse propósito, o PNUD elenca a proteção do meio ambiente brasileiro como uma de suas prioridades.

Objetivo

Para proteger o planeta da degradação, o PNUD pretende atingir modelos de governança participativa e gestão sustentável de recursos naturais e serviços ecossistêmicos que sejam efetivos e fortalecidos, propondo territórios integrados e inclusivos. Para isso, propõe ações que contemplem o manejo sustentável de terras indígenas, planos de gestão de riscos e desastres junto aos governos locais, e o aumento da capacidade técnica de atores comprometidos com a Agenda 2030, além do fortalecimento do poder de resiliência das populações vulneráveis.

Resultados

  • Capacidades institucionais fortalecidas para promover crescimento e desenvolvimento inclusivos e sustentáveis, incorporando capacidades produtivas para a geração de empregos e renda para as populações pobres e em extrema pobreza;
  • Combate às mudanças do clima e seus efeitos adversos.
  • A produção de conhecimento é um dos resultados relevantes de todo projeto de cooperação técnica. Diversos produtos são utilizados como subsídios técnicos para execução do projeto e podem ser identificados aqui

Projetos

Manejo do Uso Sustentável da Terra no Semiárido do Nordeste Brasileiro (Sergipe)
Programa Pequenos Projetos Ecossociais
Manguezais do Brasil
Bem Diverso

Proteção da biodiversidade

MANGUEZAIS

Criação e ampliação das Unidades de Conservação do Pará e Maranhão

Saiba mais

Carregando…
Carregando…

PNUD PNUD no mundo

Você está em PNUD Brasil 
Ir a PNUD Global

A

Afeganistão

Á

África do Sul

A

Albânia Angola Arábia Saudita Argélia Argentina Armênia Azerbaijão

B

Bahrein Bangladesh Barbados Belize Benim Bielorrússia Bolívia Bósnia e Herzegovina Botsuana Brasil Burkina Faso Burundi Butão

C

Cabo Verde Camarões Camboja Casaquistão Chade Chile China Chipre Colômbia Comores Costa do Marfim Costa Rica Cuba

D

Djibouti

E

Egito El Salvador Equador Eritréia Escritório do Pacífico Essuatíni Etiópia

F

Filipinas

G

Gabão Gâmbia Gana Geórgia Guatemala Guiana Guiné Guiné-Bissau Guiné Equatorial

H

Haiti Honduras

I

Iêmen Ilhas Maurício e Seychelles

Í

Índia

I

Indonésia Irã

J

Jamaica Jordânia

K

Kosovo Kuwait

L

Lesoto Líbano Libéria Líbia

M

Macedônia do Norte Madagascar Malásia Malauí Maldivas Mali Marrocos Mauritânia México Moçambique Moldova Mongólia Montenegro Myanmar

N

Namíbia Nepal Nicarágua Níger Nigéria

P

Panamá Papua Nova Guiné Paquistão Paraguai PDR do Laos Peru Programa de Assistência ao Povo Palestino

Q

Quênia Quirguistão

R

República Centro-Africana República Democrática do Congo República do Congo República do Iraque República Dominicana República Popular Democrática da Coreia Ruanda

S

Samoa (Escritório Multi-País) São Tomé e Príncipe Senegal Serra Leoa Sérvia Síria Somália Sri Lanka Sudão Sudão do Sul Suriname

T

Tailândia Tajiquistão Tanzânia Timor-Leste Togo Trinidad e Tobago Tucormenistão Tunísia Turquia

U

Ucrânia Uganda Uruguai Uzbequistão

V

Venezuela Vietnã

Z

Zâmbia Zimbábue