Estudo da OIT e PNUD incentiva empreendedorismo e inovação social para inclusão social da juventude da América Latina

11/nov/2016

Foto: PNUD América Latina e Caribe

A América Latina tem 156 milhões de jovens entre 15 e 29 anos, que representam 26% da população. Eles necessitam de atenção especial para sua inclusão social. Criar oportunidades de emprego para eles e elas e assim aproveitar a  "explosão demográfica" que a maioria dos países da região está vivenciando é tarefa prioritária. Para contribuir para o aproveitamento dessa janela demográfica, o PNUD e a Organização Mundial do Trabalho (OIT) elaboraram o estudo regional “Promoção do Empreendedorismo e da Inovação Social Juvenil na América Latina". 

A publicação foi apresentada em Cartagena durante a XXV Reunião Iberoamericana de Chefes de Estado e Governo em outubro.

O objetivo principal do estudo é identificar mecanismos existentes e inovadores e torná-los visíveis para formuladores de políticas de promoção do empreendedorismo e da inovação social juvenil. Para isso, é necessário analisar um conjunto variado de experiências que promovam as capacidades empreendedoras e ofereçam soluções aos principais obstáculos que os jovens enfrentam para desenvolver empreendimentos de sucesso.

O estudo conclui com um conjunto de orientações políticas pensadas para promover de forma adequada esse tipo de iniciativa e para que as mesmas possam ser levadas em consideração no desenho de programas, estratégias ou planos de ação que promovam as capacidades empreendedoras, os empreendimentos, o emprego e a inovação social dos jovens. O estudo terá versão em português brevemente.

 

do PNUD

PNUD PNUD no mundo

Você está em PNUD Brasil 
Ir a PNUD Global

A

Afeganistão

Á

África do Sul

A

Albânia Angola Arábia Saudita Argélia Argentina Armênia Azerbaijão

B

Bahrein Bangladesh Barbados Belize Benim Bielorrússia Bolívia Bósnia e Herzegovina Botsuana Brasil Burkina Faso Burundi Butão

C

Cabo Verde Camarões Camboja Casaquistão Chade Chile China Chipre Colômbia Comores Costa do Marfim Costa Rica Cuba

D

Djibouti

E

Egito El Salvador Equador Eritréia Escritório do Pacífico Essuatíni Etiópia

F

Filipinas

G

Gabão Gâmbia Gana Geórgia Guatemala Guiana Guiné Guiné-Bissau Guiné Equatorial

H

Haiti Honduras

I

Iêmen Ilhas Maurício e Seychelles

Í

Índia

I

Indonésia Irã

J

Jamaica Jordânia

K

Kosovo Kuwait

L

Lesoto Líbano Libéria Líbia

M

Macedônia do Norte Madagascar Malásia Malauí Maldivas Mali Marrocos Mauritânia México Moçambique Moldova Mongólia Montenegro Myanmar

N

Namíbia Nepal Nicarágua Níger Nigéria

P

Panamá Papua Nova Guiné Paquistão Paraguai PDR do Laos Peru Programa de Assistência ao Povo Palestino

Q

Quênia Quirguistão

R

República Centro-Africana República Democrática do Congo República do Congo República do Iraque República Dominicana República Popular Democrática da Coreia Ruanda

S

Samoa (Escritório Multi-País) São Tomé e Príncipe Senegal Serra Leoa Sérvia Síria Somália Sri Lanka Sudão Sudão do Sul Suriname

T

Tailândia Tajiquistão Tanzânia Timor-Leste Togo Trinidad e Tobago Tucormenistão Tunísia Turquia

U

Ucrânia Uganda Uruguai Uzbequistão

V

Venezuela Vietnã

Z

Zâmbia Zimbábue