COP23 discutirá implementação do Acordo de Paris e redução das emissões de gases de efeito estufa

5/nov/2017

Conferência também abordará os esforços dos países no combate à mudança global do clima. Foto: Flickr/Tobias Sieben (CC)

Entre os dias 6 e 17 de novembro, negociadores de países de todo o planeta se reunirão em Bonn, na Alemanha, para a Conferência da ONU sobre Mudança do Clima (COP23). O objetivo é discutir a implementação do Acordo de Paris e as Contribuições Nacionalmente Determinadas (NDCs, na sigla em inglês) dos países para limitar o aumento da temperatura global do planeta. A Conferência, organizada pela Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre Mudança do Clima (UNFCCC), será presidida pelo governo de Fiji, com a parceria do governo da Alemanha.

Na programação, diversos eventos paralelos mobilizarão diferentes setores da sociedade, com representantes da sociedade civil e do setor privado, da academia e de organismos internacionais, para discutir políticas de desenvolvimento sustentável, com base no combate à mudança global do clima. É esperada a participação de mais de vinte mil pessoas na Conferência, ao longo dos 12 dias de evento.

Historicamente, o PNUD apoia o processo de preparação das Conferências das Partes, colaborando com os países a se preparam em áreas-chave para a Conferência. Para a COP23, a organização trabalha em conjunto com a presidência do evento, em temas ligados a programação e preparação do encontro. A delegação do PNUD, chefiada pelo administrador da organização, Achim Steiner, irá liderar e participar de 30 eventos da COP23.

No “Pavilhão do PNUD”, ocorrerão eventos paralelos, que terão enfoque no apoio da organização para o alcance do desenvolvimento sustentável e a implementação do Acordo de Paris e das Contribuições Nacionalmente Determinadas pelos países.

Desde 2014, o PNUD organização trabalha com os países para colaborar com a implementação das iNDCs que dialogam com o combate à mudança global do clima e com planos de desenvolvimento em contextos regionais específicos. Com a adoção do Acordo de Paris, a organização tem o compromisso de fortalecer a capacidade de ação de países e territórios na implementação de políticas para reduzir as emissões de gases de efeito estufa e garantir que a temperatura global do planeta não suba mais do que 2º Celsius nos próximos anos.

Conferência das Partes

“COP23” é o nome informal da 23º Conferência das Partes da Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre Mudança do Clima (UNFCCC). A Convenção-Quadro foi adotada no Rio de Janeiro, durante a Rio92, que marcou o início do primeiro esforço da comunidade global para combater os efeitos adversos da mudança do clima. Anualmente, todas as partes que fazem parte da Convenção reúnem-se para avaliar o progresso das políticas para reverter o aumento da temperatura global e a diminuição das emissões de gases de efeito estufa.

Para conferir a programação completa da COP23, acesse aqui.

PNUD PNUD no mundo

A

Afeganistão

Á

África do Sul

A

Albânia Angola Arábia Saudita Argélia Argentina Armênia Azerbaijão

B

Bahrein Bangladesh Barbados Belize Benim Bielorrússia Bolívia Bósnia e Herzegovina Botsuana Brasil Burkina Faso Burundi Butão

C

Cabo Verde Camarões Camboja Casaquistão Chade Chile China Chipre Colômbia Comores Costa do Marfim Costa Rica Croácia Cuba

D

Djibouti

E

Egito El Salvador Emirados Árabes Unidos Equador Eritréia Escritório do Pacífico Essuatíni Etiópia

F

Federação Russa Filipinas

G

Gabão Gâmbia Gana Geórgia Guatemala Guiana Guiné Guiné-Bissau Guiné Equatorial

H

Haiti Honduras

I

Iêmen Ilhas Maurício e Seychelles

Í

Índia

I

Indonésia Irã

J

Jamaica Jordânia

K

Kosovo Kuwait

L

Lesoto Líbano Libéria Líbia

M

Macedônia do Norte Madagascar Malásia Malauí Maldivas Mali Marrocos Mauritânia México Moçambique Moldova Mongólia Montenegro Myanmar

N

Namíbia Nepal Nicarágua Níger Nigéria

P

Panamá Papua Nova Guiné Paquistão Paraguai PDR do Laos Peru Programa de Assistência ao Povo Palestino

Q

Quênia Quirguistão

R

República Centro-Africana República Democrática do Congo República do Congo República do Iraque República Dominicana República Popular Democrática da Coreia Ruanda

S

Samoa (Escritório Multi-País) São Tomé e Príncipe Senegal Serra Leoa Sérvia Síria Somália Sri Lanka Sudão Sudão do Sul Suriname

T

Tailândia Tajiquistão Tanzânia Timor-Leste Togo Trinidad e Tobago Tucormenistão Tunísia Turquia

U

Ucrânia Uganda Uruguai Uzbequistão

V

Venezuela Vietnã

Z

Zâmbia Zimbábue