PNUD Sudão do Sul

* Mensagem do Administrador do PNUD, Achim Steiner.

Mulheres e meninas estão ansiosas por mudanças, e é fácil entender por quê.  

As mulheres ainda ganham apenas 77 cents pelo mesmo trabalho que os homens realizam por 1 dólar.

Pelo menos 200 milhões de mulheres e meninas, atualmente vivas, sofreram mutilação genital.  

As mulheres representam apenas 24% dos parlamentares.  

35% das mulheres no mundo sofreram violência física e/ou sexual.  

Sem dúvida, ainda temos um longo caminho a percorrer e devemos ser inovadores na exploração de novas formas de trabalhar e pensar.  

Inovações transformadoras não precisam ser caras ou apelativas. Tecnologias simples, inovações locais e novas práticas que mudam atitudes, normas ou preconceitos sociais também podem fazer a diferença. Basta considerar a independência financeira que os aplicativos bancários têm proporcionado a inúmeras mulheres.  

No entanto, há uma crescente clivagem digital baseada em gênero, e as mulheres estão sub-representadas nos campos da ciência, tecnologia, engenharia, matemática e design.  

Precisamos das ideias, das percepções e das experiências das mulheres para orientar a concepção e a implementação dessas inovações para que atendam às necessidades das mulheres e não deixem, realmente, ninguém para trás.  

Quando as mulheres ficam de fora da conversa, elas são excluídas da criação das inovações que moldam nosso futuro.  

As Nações Unidas têm um papel vital a desempenhar e, no PNUD, temos várias iniciativas para ajudar nesse trabalho.  

A Innovation Facility do PNUD investiu em mais de 140 experimentos inovadores em 87 países e territórios. Recentemente, lançamos uma nova rede de Laboratórios Aceleradores (Accelerator Labs) em 60 países para explorar novas parcerias e ideias não convencionais a fim de inspirar mudanças e criar oportunidades que beneficiarão mulheres e homens.  

Ao celebrarmos o Dia Internacional da Mulher de 2019, vamos unir forças no convite a líderes da indústria, startups inovadoras, empreendedores sociais e ativistas para ajudar a superar a clivagem digital de gênero – para trabalhar juntos, compartilhar suas inovações e remover barreiras às mulheres, a fim de acelerar o progresso rumo à verdadeira e universal igualdade de gênero.  

Ciente de que a inovação tem desempenhado um papel fundamental na promoção da igualdade de gênero, recomendo à comunidade global – e comprometo o PNUD – a dominar ainda mais a tecnologia para melhorar as vidas de mulheres e meninas, ouvindo-as, incluindo-as, expandindo suas escolhas e aumentando o investimento nelas.

Icon of SDG 05

PNUD PNUD no mundo

Você está em PNUD Brasil 
Ir a PNUD Global

A

Afeganistão

Á

África do Sul

A

Albânia Angola Arábia Saudita Argélia Argentina Armênia Azerbaijão

B

Bahrein Bangladesh Barbados Belize Benim Bielorrússia Bolívia Bósnia e Herzegovina Botsuana Brasil Burkina Faso Burundi Butão

C

Cabo Verde Camarões Camboja Casaquistão Chade Chile China Chipre Colômbia Comores Costa do Marfim Costa Rica Cuba

D

Djibouti

E

Egito El Salvador Equador Eritréia Escritório do Pacífico Essuatíni Etiópia

F

Filipinas

G

Gabão Gâmbia Gana Geórgia Guatemala Guiana Guiné Guiné-Bissau Guiné Equatorial

H

Haiti Honduras

I

Iêmen Ilhas Maurício e Seychelles

Í

Índia

I

Indonésia Irã

J

Jamaica Jordânia

K

Kosovo Kuwait

L

Lesoto Líbano Libéria Líbia

M

Macedônia do Norte Madagascar Malásia Malauí Maldivas Mali Marrocos Mauritânia México Moçambique Moldova Mongólia Montenegro Myanmar

N

Namíbia Nepal Nicarágua Níger Nigéria

P

Panamá Papua Nova Guiné Paquistão Paraguai PDR do Laos Peru Programa de Assistência ao Povo Palestino

Q

Quênia Quirguistão

R

República Centro-Africana República Democrática do Congo República do Congo República do Iraque República Dominicana República Popular Democrática da Coreia Ruanda

S

Samoa (Escritório Multi-País) São Tomé e Príncipe Senegal Serra Leoa Sérvia Síria Somália Sri Lanka Sudão Sudão do Sul Suriname

T

Tailândia Tajiquistão Tanzânia Timor-Leste Togo Trinidad e Tobago Tucormenistão Tunísia Turquia

U

Ucrânia Uganda Uruguai Uzbequistão

V

Venezuela Vietnã

Z

Zâmbia Zimbábue