Foto: Instituto Paranaense de Desenvolvimento Econômico e Social

Por meio de parceria com o Instituto Paranaense de Desenvolvimento Econômico e Social (IPARDES), o PNUD apoiará a definição dos indicadores a serem usados no Plano Plurianual (PPA) e a proposição dos macro-objetivos do Plano de Desenvolvimento de Longo Prazo (PDLP) do Paraná, ambos em fase de elaboração. O PPA é um plano de médio prazo que estabelece as diretrizes, objetivos e metas a serem seguidos pelo governo ao longo de quatro anos. Já o PDLP definirá metas e objetivos estratégicos para o Estado para os próximos 20 anos.

Na última semana, técnicos do PNUD estiveram em Curitiba com a proposta de ministrar o primeiro treinamento para capacitar pesquisadores do IPARDES na utilização da ferramenta de simulação "International Futures" (IFs), usada para analisar tendências em curto, médio e longo prazos, levando em consideração áreas como meio ambiente, economia, agricultura e educação. Participaram da capacitação pesquisadores do IPARDES e representantes da Itaipu Binacional.

De acordo com o gerente de projetos da Unidade de Desenvolvimento Humano do PNUD Gabriel Vettorazzo, o treinamento e a geração de relatórios com cenários futuros sobre o Paraná são resultado de uma parceria já firmada com Itaipu, dentro do projeto "Oeste 2030: Cooperação para o Desenvolvimento Sustentável".

Para o diretor-presidente do IPARDES, Carlos Gomes Pessoa, o produto dessa parceria com o PNUD proporcionará um suporte científico inovador para o estado. "As simulações da International Futures  nos ajudarão na reflexão sobre os indicadores que comporão o PPA e PDLP, contribuindo para o acompanhamento e alinhamento das ações de governo rumo ao desenvolvimento sustentável do Paraná", afirmou.

O treinamento também é um desdobramento do projeto "Cenários e Análises Subnacionais para o Alcance dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS)", que envolve a participação de parceiros técnicos da Rede Anipes (Associação Nacional das Instituições de Planejamento, Pesquisa e Estatística) juntamente com o PNUD.

Com informações do IPARDES.

Icon of SDG 17

PNUD PNUD no mundo

Você está em PNUD Brasil 
Ir a PNUD Global

A

Afeganistão

Á

África do Sul

A

Albânia Angola Arábia Saudita Argélia Argentina Armênia Azerbaijão

B

Bahrein Bangladesh Barbados Belize Benim Bielorrússia Bolívia Bósnia e Herzegovina Botsuana Brasil Burkina Faso Burundi Butão

C

Cabo Verde Camarões Camboja Casaquistão Chade Chile China Chipre Colômbia Comores Costa do Marfim Costa Rica Cuba

D

Djibouti

E

Egito El Salvador Equador Eritréia Escritório do Pacífico Essuatíni Etiópia

F

Filipinas

G

Gabão Gâmbia Gana Geórgia Guatemala Guiana Guiné Guiné-Bissau Guiné Equatorial

H

Haiti Honduras

I

Iêmen Ilhas Maurício e Seychelles

Í

Índia

I

Indonésia Irã

J

Jamaica Jordânia

K

Kosovo Kuwait

L

Lesoto Líbano Libéria Líbia

M

Macedônia do Norte Madagascar Malásia Malauí Maldivas Mali Marrocos Mauritânia México Moçambique Moldova Mongólia Montenegro Myanmar

N

Namíbia Nepal Nicarágua Níger Nigéria

P

Panamá Papua Nova Guiné Paquistão Paraguai PDR do Laos Peru Programa de Assistência ao Povo Palestino

Q

Quênia Quirguistão

R

República Centro-Africana República Democrática do Congo República do Congo República do Iraque República Dominicana República Popular Democrática da Coreia Ruanda

S

Samoa (Escritório Multi-País) São Tomé e Príncipe Senegal Serra Leoa Sérvia Síria Somália Sri Lanka Sudão Sudão do Sul Suriname

T

Tailândia Tajiquistão Tanzânia Timor-Leste Togo Trinidad e Tobago Tucormenistão Tunísia Turquia

U

Ucrânia Uganda Uruguai Uzbequistão

V

Venezuela Vietnã

Z

Zâmbia Zimbábue