Foto: Pei Fon/ Secom Maceió

Em Maceió, mais de 55 mil alunos da rede municipal já recomeçaram o ano letivo, um momento frequentemente carregado de ansiedade e expectativas, tanto para estudantes como para professores. Em reconhecimento à importância da ocasião, o PNUD, no âmbito do projeto de cooperação técnica com a Secretaria Municipal de Educação de Maceió – Semed, promove, de 25 a 27 de março, o Seminário de Voltas às Aulas  "Consolidando os indicadores de qualidade, de inclusão e de inovação da Rede Municipal de Educação". O evento, que está em sua quinta edição, propõe discutir temas fundamentais para a rede, além de avaliar os avanços e desafios para o novo ano e socializar novas experiências pedagógicas que podem ser repercutidas para outras escolas do município.

Neste ano, o projeto Semed/PNUD convidou para o seminário o diretor de articulação e inovação do Instituto Ayrton Senna e ex-secretário de Educação de Pernambuco, professor Mozart Neves Ramos. Especialista com vasta experiência na área educacional, Ramos profere a palestra "Como trazer a educação do século XXI para dentro da escola". Essa será uma oportunidade para diretores e vice-diretores, coordenadores pedagógicos, professores e técnicos refletirem sobre o papel do educador enquanto propositor de uma educação plena, com significado, mas que, sobretudo, atenda aos desafios contemporâneos.

Para a secretária municipal de educação de Maceió, Ana Dayse Rezende Dorea, o seminário Semed/PNUD já é uma tradição na rede, e envolve todos que fazem parte da comunidade escolar, a quem a gestora se refere como "as figuras mais importantes nesse contexto". A respeito da programação, Dorea relembra que, em todos os anos, são debatidas temáticas atuais: "Neste ano, especialmente, vamos abordar a educação contemporânea para dentro das escolas, pois estamos vivendo momentos novos, diferentes do contexto da Educação. Também apresentaremos as experiências exitosas que a rede tem, com ênfase no trabalho da biblioteca da Semed", sintetiza a secretária.

De acordo com a analista de programa do PNUD, Maria Teresa Amaral Fontes, os três temas tratados no evento deste ano - inclusão, inovação e qualidade da educação - tocam no cerne do mandato do PNUD para alcançar a Agenda 2030 e os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS). "Acreditamos que esse projeto mostra que estamos investindo naquilo que realmente deve ser investido, que estamos no caminho certo e que existe um protagonismo forte das lideranças locais para fazer com que haja uma melhoria na qualidade da educação em Maceió", afirma.

Durante o seminário, também foi assinado o plano de trabalho Semed/PNUD 2019. A programação ainda reservou um breve momento para relembrar a trajetória do projeto, sua consolidação e continuidade, além de apresentações de arte e cultura protagonizadas pelos estudantes.

Nas palavras da coordenadora-geral do projeto Semed/PNUD, Rita Ippolito, o evento é muito simbólico para toda a Rede, porque marca mais um ano de história e de muito trabalho, bem como de muito crescimento, tanto para as crianças quanto para as escolas: "O PNUD participa com muito entusiasmo, animação e expectativa desse momento, pois o caminho para uma educação de qualidade e inclusiva, através da qual a criança possa ser acolhida e ao mesmo tempo possa responder ao seu anseio de aprendizagem, seja realmente cumprido com todos os esforços e com todos os desafios que devem ser superados na escola pública brasileira".

Icon of SDG 04

PNUD PNUD no mundo

Você está em PNUD Brasil 
Ir a PNUD Global

A

Afeganistão

Á

África do Sul

A

Albânia Angola Arábia Saudita Argélia Argentina Armênia Azerbaijão

B

Bahrein Bangladesh Barbados Belize Benim Bielorrússia Bolívia Bósnia e Herzegovina Botsuana Brasil Burkina Faso Burundi Butão

C

Cabo Verde Camarões Camboja Casaquistão Chade Chile China Chipre Colômbia Comores Costa do Marfim Costa Rica Cuba

D

Djibouti

E

Egito El Salvador Equador Eritréia Escritório do Pacífico Essuatíni Etiópia

F

Filipinas

G

Gabão Gâmbia Gana Geórgia Guatemala Guiana Guiné Guiné-Bissau Guiné Equatorial

H

Haiti Honduras

I

Iêmen Ilhas Maurício e Seychelles

Í

Índia

I

Indonésia Irã

J

Jamaica Jordânia

K

Kosovo Kuwait

L

Lesoto Líbano Libéria Líbia

M

Macedônia do Norte Madagascar Malásia Malauí Maldivas Mali Marrocos Mauritânia México Moçambique Moldova Mongólia Montenegro Myanmar

N

Namíbia Nepal Nicarágua Níger Nigéria

P

Panamá Papua Nova Guiné Paquistão Paraguai PDR do Laos Peru Programa de Assistência ao Povo Palestino

Q

Quênia Quirguistão

R

República Centro-Africana República Democrática do Congo República do Congo República do Iraque República Dominicana República Popular Democrática da Coreia Ruanda

S

Samoa (Escritório Multi-País) São Tomé e Príncipe Senegal Serra Leoa Sérvia Síria Somália Sri Lanka Sudão Sudão do Sul Suriname

T

Tailândia Tajiquistão Tanzânia Timor-Leste Togo Trinidad e Tobago Tucormenistão Tunísia Turquia

U

Ucrânia Uganda Uruguai Uzbequistão

V

Venezuela Vietnã

Z

Zâmbia Zimbábue