Foto: Octacilio Queiroz

Representantes do PNUD estiveram em Goiânia, na última quarta-feira 27, para discutir com o Gabinete de Políticas Sociais do Governo de Goiás, coordenado pela primeira-dama do Estado, Gracinha Caiado, possibilidades de cooperação técnica. O objetivo do encontro foi trocar informações e identificar potenciais áreas de colaboração.

Durante o encontro, a equipe do PNUD pôde conhecer o trabalho realizado em torno do Índice Multidimensional de Carência das Famílias Goianas (IMCF) e as ações já iniciadas nos dez municípios mais vulneráveis de Goiás. Ademais, técnicos do PNUD apresentaram a representantes do Gabinete uma série de ferramentas e indicadores, como o Índice de Pobreza Multidimensional (IPM) do Relatório de Desenvolvimento Humano, além de programas e plataformas, como o Viva Voluntário, que reúne políticas de fomento à participação comunitária por meio do voluntariado, desenvolvida em parceria com a Casa Civil do Governo Federal. A Agenda 2030 e os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável também foram temas debatidos na reunião do Gabinete.

Para a primeira-dama, o Viva Voluntário, especialmente, vai ao encontro do trabalho que o Gabinete deseja desenvolver ao resgatar o conceito do voluntariado em Goiás de forma mais moderna e abrangente. De maneira mais ampla, Gracinha Caiado comemorou a parceria: "Goiás terá uma entidade internacional acompanhando, de forma transparente e eficaz, os projetos que serão desenvolvidos por meio do Gabinete de Políticas Sociais".

Para a representante-residente assistente da área programática do PNUD, Maristela Baioni, o encontro foi positivo. A iniciativa de constituir um Gabinete de Políticas Sociais com a participação de diversas secretarias, instituição de estatística, sociedade civil e outros parceiros evidencia o interesse do Estado na construção de políticas públicas integradas que têm o ser humano como centro do desenvolvimento", disse Maristela.

Ainda na ocasião, em reunião com o governador Ronaldo Caiado, foi confirmado o interesse do Estado em continuar e aprofundar o diálogo com o PNUD nas área de segurança pública e meio ambiente com vistas a estabelecer projetos de cooperação técnica com foco no apoio à gestão e aos temas prioritários das respectivas pastas.

 

Com informações do Gabinete de Imprensa do governador de Goiás.

Icon of SDG 01 Icon of SDG 16 Icon of SDG 17

PNUD PNUD no mundo

A

Afeganistão

Á

África do Sul

A

Albânia Angola Arábia Saudita Argélia Argentina Armênia Azerbaijão

B

Bahrein Bangladesh Barbados Belize Benim Bielorrússia Bolívia Bósnia e Herzegovina Botsuana Brasil Burkina Faso Burundi Butão

C

Cabo Verde Camarões Camboja Casaquistão Chade Chile China Chipre Colômbia Comores Costa do Marfim Costa Rica Croácia Cuba

D

Djibouti

E

Egito El Salvador Emirados Árabes Unidos Equador Eritréia Escritório do Pacífico Essuatíni Etiópia

F

Federação Russa Filipinas

G

Gabão Gâmbia Gana Geórgia Guatemala Guiana Guiné Guiné-Bissau Guiné Equatorial

H

Haiti Honduras

I

Iêmen Ilhas Maurício e Seychelles

Í

Índia

I

Indonésia Irã

J

Jamaica Jordânia

K

Kosovo Kuwait

L

Lesoto Líbano Libéria Líbia

M

Macedônia do Norte Madagascar Malásia Malauí Maldivas Mali Marrocos Mauritânia México Moçambique Moldova Mongólia Montenegro Myanmar

N

Namíbia Nepal Nicarágua Níger Nigéria

P

Panamá Papua Nova Guiné Paquistão Paraguai PDR do Laos Peru Programa de Assistência ao Povo Palestino

Q

Quênia Quirguistão

R

República Centro-Africana República Democrática do Congo República do Congo República do Iraque República Dominicana República Popular Democrática da Coreia Ruanda

S

Samoa (Escritório Multi-País) São Tomé e Príncipe Senegal Serra Leoa Sérvia Síria Somália Sri Lanka Sudão Sudão do Sul Suriname

T

Tailândia Tajiquistão Tanzânia Timor-Leste Togo Trinidad e Tobago Tucormenistão Tunísia Turquia

U

Ucrânia Uganda Uruguai Uzbequistão

V

Venezuela Vietnã

Z

Zâmbia Zimbábue