Foto: Marcos Amend.

Com o objetivo de refinar a implementação das quatro modalidades do Projeto Floresta+ Amazônia (Conservação, Recuperação, Comunidades e Inovação), organizações da sociedade civil organizada, de Povos Indígenas e Povos e Comunidades Tradicionais (PIPCT) e especialistas em gênero e Pagamentos por Serviços Ambientais se reuniram em quatro oficinas virtuais na última semana. Os participantes contribuíram com o compartilhamento de informações para o aprimoramento da implementação do projeto.

Para a modalidade “Comunidades” do Projeto Floresta+ Amazônia, os participantes opinaram sobre as diferentes etapas de implementação da modalidade e debateram estratégias para alcançar o público-alvo. Com o enfoque na igualdade de gênero de forma transversal nas modalidades do projeto, os participantes da oficina discutiram formas de conectar lideranças nos diferentes estados da Amazônia para o apoio no aprimoramento do plano preliminar de ação de gênero do projeto. A participação e o engajamento de mulheres na agenda de REDD+ (Redução de Emissões provenientes de Desmatamento e Degradação Florestal) e de Pagamentos de Serviços Ambientais (PSA) também foi pauta do encontro.

O fortalecimento e aprimoramento dos sistemas de PSA foi o foco da última oficina. Especialistas no tema apontaram desafios e possíveis soluções para o fortalecimento da modalidade de PSA na Amazônia Legal, compartilharam experiências sobre o tema e discutiram formas para garantir o monitoramento dos benefícios do projeto.

As orientações dos participantes das oficinas serão refletidas no Manual Operativo, documento que estabelece as diretrizes de implementação do Projeto Floresta+ Amazônia.

As oficinas fazem parte do Plano de Participação e Engajamento, implementado desde novembro de 2020, por meio de diferentes métodos de participação. O objetivo é reunir contribuições para o aprimoramento do desenho do projeto a partir de um processo colaborativo, inclusivo e democrático. 

O projeto também já realizou oficinas específicas para debater e aprimorar as modalidades “Conservação”, “Recuperação” e “Inovação”, em julho e agosto.

O Projeto

O Projeto Floresta+ Amazônia remunera quem protege e recupera a floresta e contribui para a redução de emissões de gases de efeito estufa, com o foco na estratégia de pagamentos por serviços ambientais e de apoio a projetos locais definidos pelas comunidades e elaborado junto aos seus parceiros. Até 2026, a iniciativa reconhecerá o trabalho de pequenos produtores rurais e agricultores, povos indígenas e povos e comunidades tradicionais, assim como fortalecerá a estratégia nacional de REDD+ e o desenvolvimento sustentável da Amazônia Legal. Implementado por meio de parceria entre o MMA e o PNUD, o Projeto Floresta+ Amazônia tem recursos do Fundo Verde para o Clima (GCF). 

Para saber mais sobre o projeto, acesse www.florestamaisamazonia.org.br

 

Icon of SDG 13 Icon of SDG 15 Icon of SDG 17

PNUD PNUD no mundo

Você está em PNUD Brasil 
Ir a PNUD Global

A

Afeganistão

Á

África do Sul

A

Albânia Angola Arábia Saudita Argélia Argentina Armênia Azerbaijão

B

Bahrein Bangladesh Barbados Belize Benim Bielorrússia Bolívia Bósnia e Herzegovina Botsuana Brasil Burkina Faso Burundi Butão

C

Cabo Verde Camarões Camboja Casaquistão Chade Chile China Chipre Colômbia Comores Costa do Marfim Costa Rica Cuba

D

Djibouti

E

Egito El Salvador Equador Eritréia Escritório do Pacífico Essuatíni Etiópia

F

Filipinas

G

Gabão Gâmbia Gana Geórgia Guatemala Guiana Guiné Guiné-Bissau Guiné Equatorial

H

Haiti Honduras

I

Iêmen Ilhas Maurício e Seychelles

Í

Índia

I

Indonésia Irã

J

Jamaica Jordânia

K

Kosovo Kuwait

L

Lesoto Líbano Libéria Líbia

M

Macedônia do Norte Madagascar Malásia Malauí Maldivas Mali Marrocos Mauritânia México Moçambique Moldova Mongólia Montenegro Myanmar

N

Namíbia Nepal Nicarágua Níger Nigéria

P

Panamá Papua Nova Guiné Paquistão Paraguai PDR do Laos Peru Programa de Assistência ao Povo Palestino

Q

Quênia Quirguistão

R

República Centro-Africana República Democrática do Congo República do Congo República do Iraque República Dominicana República Popular Democrática da Coreia Ruanda

S

Samoa (Escritório Multi-País) São Tomé e Príncipe Senegal Serra Leoa Sérvia Síria Somália Sri Lanka Sudão Sudão do Sul Suriname

T

Tailândia Tajiquistão Tanzânia Timor-Leste Togo Trinidad e Tobago Tucormenistão Tunísia Turquia

U

Ucrânia Uganda Uruguai Uzbequistão

V

Venezuela Vietnã

Z

Zâmbia Zimbábue