Foto: PNUD.

 

No pequeno município de Buriti dos Lopes (19.780 habitantes), na planície litorânea do Piauí, a pandemia da COVID-19 resultou na perda de renda para diversas famílias, principalmente artesãs e artesãos locais. Para reverter esse quadro, o PNUD articulou, por meio de recursos doados pela Embaixadora da Boa Vontade da organização, Misako Konno, a produção de máscaras por esse grupo. A ação garantiu, assim, a prevenção da contaminação pelo vírus e o fortalecimento econômico dessas famílias, com a geração de renda. 

As máscaras produzidas em Buriti dos Lopes foram recebidas por Sidney Furtado, da Secretaria de Saúde municipal: “É com muita satisfação que a gente recebe esta doação de 1.000 máscaras para serem entregues às comunidades pobres aqui no município, sabendo da importância da prevenção da COVID-19, uma doença que ainda não foi controlada. Por isso, agradecemos ao PNUD e a todas as pessoas que estão nos ajudando, pois precisamos ficar unidos nesta luta contra a pandemia”, disse.

Ao todo, 20 costureiras da Associação das Artesãs de Buriti dos Lopes foram capacitadas a produzir as máscaras. Além de Buriti dos Lopes, outras quatro cidades são beneficiadas pela doação dos recursos: Cajueiro da Praia, Cocal, Luiz Correia e Parnaíba.

Em março de 2020, o Governo do Estado do Piauí decretou estado de calamidade pública devido à pandemia da COVID-19, como forma de prevenir os efeitos adversos do contágio do vírus. A aquisição e distribuição de Equipamentos de Proteção Individual (EPI) foi uma das estratégias adotadas pelo governo para diminuir os efeitos adversos da pandemia. Com o objetivo de fomentar a economia local, esses equipamentos foram adquiridos de pequenas e pequenos artesãos nos Territórios de Desenvolvimento do Piauí, gerando, assim, renda a um dos setores mais afetados economicamente pela COVID-19.

Por meio dos recursos doados pela Embaixadora da Boa Vontade do PNUD, foram adquiridas e distribuídas máscaras artesanais para grupos vulneráveis no Território da Planície Litorânea, região mais afetada pela pandemia. O PNUD articulou ainda uma parceria com empresa Votorantim Energia e conseguiu ampliar o atendimento da população vulnerável de outro território, o Vale do Itaim, na região semiárida piauiense, beneficiando também mais 16 municípios não contemplados pela ação.

Ao todo, são distribuídas 38 mil máscaras nos dois territórios. A produção dos materiais segue as normas da Organização Mundial da Saúde (OMS), e a distribuição é coordenada em conjunto com as secretarias municipais de saúde e Unidades Básicas de Saúde dos municípios. O principal critério para a população dessas cidades receber as máscaras é o cadastro atualizado das famílias em vulnerabilidade, que informa as comunidades de maior incidência de casos de infecção pela COVID-19.

Além da distribuição gratuita de máscaras, o Governo do Estado e o PNUD, junto com parceiros de implementação do Projeto ODS Piauí, prepararam uma cartilha sobre o uso correto desses protetores faciais. De forma didática, a cartilha também orienta sobre a necessidade de lavar as mãos constantemente e do uso constante de álcool em gel para prevenir o contágio pela COVID-19.

Projeto

Desde 2018, o PNUD atua diretamente no Piauí, por meio de um escritório de projetos. Em parceria com o Governo do Estado, a empresa Contour Global e a sociedade civil organizada, o escritório fornece apoio para o desenvolvimento de ações e parcerias com foco na implementação e fortalecimento de políticas que dialogam com o desenvolvimento econômico inclusivo, social e ambiental, de forma integrada.

Com a ação para prevenir o avanço da pandemia e fortalecer economicamente moradores desses municípios, o PNUD amplia as atividades no Piauí, por meio da resposta integrada da organização à COVID-19. Nesse contexto, o PNUD não só cobriu o território mais afetado pela pandemia como também articulou a participação da iniciativa privada, em conjunto com a Votorantim, que coordenou ação semelhante no Vale do Itaim, onde mantém atividade empresarial.

*Misako Konno, atriz japonesa, é Embaixadora da Boa Vontade do PNUD desde 1998. Desde então, colabora com a organização na promoção do desenvolvimento em países de diferentes regiões, com foco, particularmente, no empoderamento de jovens, meninas e mulheres.

 

Icon of SDG 01 Icon of SDG 03 Icon of SDG 17

PNUD PNUD no mundo

Você está em PNUD Brasil 
Ir a PNUD Global

A

Afeganistão

Á

África do Sul

A

Albânia Angola Arábia Saudita Argélia Argentina Armênia Azerbaijão

B

Bahrein Bangladesh Barbados Belize Benim Bielorrússia Bolívia Bósnia e Herzegovina Botsuana Brasil Burkina Faso Burundi Butão

C

Cabo Verde Camarões Camboja Casaquistão Chade Chile China Chipre Colômbia Comores Costa do Marfim Costa Rica Cuba

D

Djibouti

E

Egito El Salvador Equador Eritréia Escritório do Pacífico Essuatíni Etiópia

F

Filipinas

G

Gabão Gâmbia Gana Geórgia Guatemala Guiana Guiné Guiné-Bissau Guiné Equatorial

H

Haiti Honduras

I

Iêmen Ilhas Maurício e Seychelles

Í

Índia

I

Indonésia Irã

J

Jamaica Jordânia

K

Kosovo Kuwait

L

Lesoto Líbano Libéria Líbia

M

Macedônia do Norte Madagascar Malásia Malauí Maldivas Mali Marrocos Mauritânia México Moçambique Moldova Mongólia Montenegro Myanmar

N

Namíbia Nepal Nicarágua Níger Nigéria

P

Panamá Papua Nova Guiné Paquistão Paraguai PDR do Laos Peru Programa de Assistência ao Povo Palestino

Q

Quênia Quirguistão

R

República Centro-Africana República Democrática do Congo República do Congo República do Iraque República Dominicana República Popular Democrática da Coreia Ruanda

S

Samoa (Escritório Multi-País) São Tomé e Príncipe Senegal Serra Leoa Sérvia Síria Somália Sri Lanka Sudão Sudão do Sul Suriname

T

Tailândia Tajiquistão Tanzânia Timor-Leste Togo Trinidad e Tobago Tucormenistão Tunísia Turquia

U

Ucrânia Uganda Uruguai Uzbequistão

V

Venezuela Vietnã

Z

Zâmbia Zimbábue