Foto: Tania Rego/Agência Brasil

 

A Secretaria Nacional de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (SNPIR/MMFDH) e o PNUD acabam de divulgar dois editais voltados ao financiamento de ações de promoção da igualdade racial. No total, há R$ 1,5 milhão para iniciativas a serem realizadas por organizações da sociedade civil e por núcleos de estudos afro-brasileiros de universidades e institutos federais em um período de 12 meses, ao longo de 2022. Interessados em participar da seleção pública devem estar atentos a datas e critérios de elegibilidade. As propostas serão aceitas até 24 de outubro.

Esse é o segundo esforço de financiamento dentro dos acordos de cooperação entre PNUD e SNPIR para o tema do enfrentamento ao racismo anunciado no mês de setembro de 2021 – perfazendo um volume de recursos de R$ 2,2 milhões. O outro edital já foi concluído e está destinado a iniciativas de promoção ao empreendedorismo a serem realizadas em comunidades negras tradicionais no Rio de Janeiro.

Abaixo, detalhes sobre as seleções dos dois editais abertos.

Organizações da sociedade civil: o edital de R$ 1 milhão financiará projetos com orçamento de até R$ 142 mil nas áreas temáticas de políticas afirmativas e de políticas para povos e comunidades tradicionais. Na primeira, serão aceitas iniciativas voltadas à garantia de direitos para a população negra em situação de vulnerabilidade social e violência; ao trabalho, à renda e ao empreendedorismo; ao enfrentamento à violência doméstica e à violência política; à melhoria do acesso de jovens do ensino médio às universidades federais, entre outras.

Já na linha povos e comunidades tradicionais, as ações devem estar voltadas ao desenvolvimento local de povos e comunidades tradicionais, focando em inclusão produtiva, economia solidária, instrução para acesso a crédito, acesso a mercados, e assistência técnica e extensão rural; à conscientização da população sobre o direito a um tratamento não discriminatório; à promoção da renda por meio do empreendedorismo, entre outras.

A lista de povos e comunidades tradicionais às quais as iniciativas devem se dirigir contempla 28 grupos diferentes, entre eles povos indígenas, comunidades quilombolas, povos e comunidades de terreiros e de matriz africana, povos ciganos, pescadores artesanais, extrativistas, caiçaras, quebradeiras de coco babaçu, ribeirinhos. Informações completas aqui.

Núcleo de Estudos Afro-brasileiros: o edital de R$ 500 mil se destina a iniciativas de ensino e pesquisa (coleta de dados e estímulo à pesquisa aplicada) que sirvam para subsidiar a formulação e implementação de políticas públicas ou ainda atividades de extensão. Os temas englobam saúde da população negra; prevenção e redução da violência contra a mulher negra; prevenção e redução da violência contra jovens negros(as); estímulo à permanência de alunos cotistas dos cursos de graduação e pós-graduação na universidade. As propostas devem ser apresentadas por meio de fundações de apoio ligadas às instituições. A SNPIR e PNUD

incentivam a articulação entre os NEABs e as outras unidades acadêmicas com o objetivo de construir propostas mais estratégicas para os núcleos. Informações completas aqui.

Icon of SDG 01 Icon of SDG 04 Icon of SDG 08 Icon of SDG 10 Icon of SDG 17

PNUD PNUD no mundo

Você está em PNUD Brasil 
Ir a PNUD Global

A

Afeganistão

Á

África do Sul

A

Albânia Angola Arábia Saudita Argélia Argentina Armênia Azerbaijão

B

Bahrein Bangladesh Barbados Belize Benim Bielorrússia Bolívia Bósnia e Herzegovina Botsuana Brasil Burkina Faso Burundi Butão

C

Cabo Verde Camarões Camboja Casaquistão Chade Chile China Chipre Colômbia Comores Costa do Marfim Costa Rica Cuba

D

Djibouti

E

Egito El Salvador Equador Eritréia Escritório do Pacífico Essuatíni Etiópia

F

Filipinas

G

Gabão Gâmbia Gana Geórgia Guatemala Guiana Guiné Guiné-Bissau Guiné Equatorial

H

Haiti Honduras

I

Iêmen Ilhas Maurício e Seychelles

Í

Índia

I

Indonésia Irã

J

Jamaica Jordânia

K

Kosovo Kuwait

L

Lesoto Líbano Libéria Líbia

M

Macedônia do Norte Madagascar Malásia Malauí Maldivas Mali Marrocos Mauritânia México Moçambique Moldova Mongólia Montenegro Myanmar

N

Namíbia Nepal Nicarágua Níger Nigéria

P

Panamá Papua Nova Guiné Paquistão Paraguai PDR do Laos Peru Programa de Assistência ao Povo Palestino

Q

Quênia Quirguistão

R

República Centro-Africana República Democrática do Congo República do Congo República do Iraque República Dominicana República Popular Democrática da Coreia Ruanda

S

Samoa (Escritório Multi-País) São Tomé e Príncipe Senegal Serra Leoa Sérvia Síria Somália Sri Lanka Sudão Sudão do Sul Suriname

T

Tailândia Tajiquistão Tanzânia Timor-Leste Togo Trinidad e Tobago Tucormenistão Tunísia Turquia

U

Ucrânia Uganda Uruguai Uzbequistão

V

Venezuela Vietnã

Z

Zâmbia Zimbábue