Foto: Isak Okkenhaug / Statsraad Lehmkuhl

 

Ao aportar no Pier Mauá, na Baía de Guanabara, no Rio de Janeiro, na manhã do próximo dia 23 de fevereiro, o navio-escola norueguês Statsraad Lehmkuhl dará início à etapa brasileira da expedição One Ocean, que ficará no país até 26 de fevereiro. 

A expedição One Ocean é uma viagem ao redor do planeta organizada pela Statsraad Lehmkuhl Foundation em parceria com o governo norueguês, universidades, cientistas e empresas. Realizada pelo veleiro Statsraad Lehmkuhl, de 98 metros de comprimento, a expedição partiu em agosto de 2021 da Noruega, para onde vai retornar em abril de 2023, após dar a volta ao mundo. Até essa data, terá navegado 55 mil milhas náuticas durante cerca de 19 meses e visitado 36 portos em diferentes países. 

Parte da Década da Ciência Oceânica para o Desenvolvimento Sustentável (2020-2030), lançada pela Organização das Nações Unidas (ONU), a expedição norueguesa tem como principal objetivo chamar a atenção e compartilhar conhecimento sobre o papel crucial dos oceanos para um futuro sustentável numa perspectiva global.

Para celebrar a chegada do navio-escola, diversas instituições se reunirão na capital fluminense e darão visibilidade a projetos de objetivos comuns, que apoiam e complementam a iniciativa norueguesa. É o caso do PNUD, que lançou, em setembro de 2020, o projeto Blue Resilience (Resiliência Azul) em parceria com a iniciativa Blue Justice (Justiça Azul), do Ministério do Comércio, Indústria e Pesca da Noruega.

A iniciativa Blue Justice impulsiona a implementação da Declaração de Copenhague ao apoiar os países em desenvolvimento a melhorar sua capacidade de conceber e implementar medidas para deter e combater o crime organizado transnacional na indústria pesqueira. O projeto Blue Resilience se concentra na melhoria da governança para esse fim. Ele oferece um pacote de soluções para melhorar a cooperação entre diferentes agentes – setor pesqueiro, receita (recolhimento de impostos), trabalho, polícia – nos países em desenvolvimento para lidar mais efetivamente com o desafio do crime relacionado à pesca. Em abril de 2021, o Brasil assinou a Declaração de Copenhague e aderiu à Blue Justice. Além do Brasil, 33 países são signatários da Declaração de Copenhague.

O crime organizado na indústria pesqueira inclui atividades como a pesca ilegal, corrupção, fraude fiscal, lavagem de dinheiro, entre outras.

 

Com informações da Embaixada da Noruega, da Secretaria de Aquicultura e Pesca do governo brasileiro e do PNUD global.

Icon of SDG 14 Icon of SDG 16 Icon of SDG 17

PNUD PNUD no mundo

Você está em PNUD Brasil 
Ir a PNUD Global

A

Afeganistão

Á

África do Sul

A

Albânia Angola Arábia Saudita Argélia Argentina Armênia Azerbaijão

B

Bahrein Bangladesh Barbados Belize Benim Bielorrússia Bolívia Bósnia e Herzegovina Botsuana Brasil Burkina Faso Burundi Butão

C

Cabo Verde Camarões Camboja Casaquistão Chade Chile China Chipre Colômbia Comores Costa do Marfim Costa Rica Cuba

D

Djibouti

E

Egito El Salvador Equador Eritréia Escritório do Pacífico Essuatíni Etiópia

F

Filipinas

G

Gabão Gâmbia Gana Geórgia Guatemala Guiana Guiné Guiné-Bissau Guiné Equatorial

H

Haiti Honduras

I

Iêmen Ilhas Maurício e Seychelles

Í

Índia

I

Indonésia Irã

J

Jamaica Jordânia

K

Kosovo Kuwait

L

Lesoto Líbano Libéria Líbia

M

Macedônia do Norte Madagascar Malásia Malauí Maldivas Mali Marrocos Mauritânia México Moçambique Moldova Mongólia Montenegro Myanmar

N

Namíbia Nepal Nicarágua Níger Nigéria

P

Panamá Papua Nova Guiné Paquistão Paraguai PDR do Laos Peru Programa de Assistência ao Povo Palestino

Q

Quênia Quirguistão

R

República Centro-Africana República Democrática do Congo República do Congo República do Iraque República Dominicana República Popular Democrática da Coreia Ruanda

S

Samoa (Escritório Multi-País) São Tomé e Príncipe Senegal Serra Leoa Sérvia Síria Somália Sri Lanka Sudão Sudão do Sul Suriname

T

Tailândia Tajiquistão Tanzânia Timor-Leste Togo Trinidad e Tobago Tucormenistão Tunísia Turquia

U

Ucrânia Uganda Uruguai Uzbequistão

V

Venezuela Vietnã

Z

Zâmbia Zimbábue