PNUD Brasil

 

 

Nova York, 23 de novembro de 2021 – A Covid-19 tem causado terrível prejuízo em termos de vidas e meios de subsistência em todo o planeta, e essa não é uma fase transitória. A pandemia abriu as portas para uma nova realidade – o Antropoceno –, um tempo definido pela complexidade e incerteza.

O Relatório do Desenvolvimento Humano (IDH) 2021/22, que deverá ser publicado até o fim do segundo trimestre de 2022, enfocará essas questões e terá como título provisório “Tempos incertos, vidas instáveis: moldando nosso futuro em um mundo em transformação”. O relatório examinará como a incerteza se altera no Antropoceno, que fatores a determinam, o que isso significa para o desenvolvimento humano e como podemos continuar a prosperar apesar disso.

“A pandemia de COVID-19 e a mudança global do clima são apenas dois exemplos das novas e perigosas mudanças que estão ocorrendo em escala planetária, e as incertezas que causam são uma das características do Antropoceno”, explica o diretor do Escritório do Relatório de Desenvolvimento Humano do PNUD, Pedro Conceição. "O novo relatório explorará as conexões entre essas mudanças e desigualdades no desenvolvimento humano e como ambas colocam nossas sociedades à prova."

O IDH 2021/22 dá continuidade ao caminho iniciado com os IDHs de 2019 e 2020 e aprofunda a discussão focada nas desigualdades, ao mesmo tempo em que integra outros aspectos relacionados às incertezas do Antropoceno: transformações sociais, impactos na saúde mental e polarização política, mas também – e isso é essencial – nas oportunidades. A tese central do relatório é que, em última instância, é essencial redobrar nossos esforços no desenvolvimento humano se quisermos um futuro mais próspero para todas e todos.

 

 

***

 

Para obter informações regulares sobre qualquer notícia relacionada ao HDI 2021/22, você pode visitar: http://hdr.undp.org/en/towards-hdr-2022

 

CONTATOS DE MÍDIA:

Leslie Wright / lesley.wright@undp.org

Jon Hall / Jonathan.hall@undp.org

Icon of SDG 01 Icon of SDG 02 Icon of SDG 03 Icon of SDG 04 Icon of SDG 05 Icon of SDG 06 Icon of SDG 08 Icon of SDG 09 Icon of SDG 10 Icon of SDG 11

PNUD PNUD no mundo

Você está em PNUD Brasil 
Ir a PNUD Global

A

Afeganistão

Á

África do Sul

A

Albânia Angola Arábia Saudita Argélia Argentina Armênia Azerbaijão

B

Bahrein Bangladesh Barbados Belize Benim Bielorrússia Bolívia Bósnia e Herzegovina Botsuana Brasil Burkina Faso Burundi Butão

C

Cabo Verde Camarões Camboja Casaquistão Chade Chile China Chipre Colômbia Comores Costa do Marfim Costa Rica Cuba

D

Djibouti

E

Egito El Salvador Equador Eritréia Escritório do Pacífico Essuatíni Etiópia

F

Filipinas

G

Gabão Gâmbia Gana Geórgia Guatemala Guiana Guiné Guiné-Bissau Guiné Equatorial

H

Haiti Honduras

I

Iêmen Ilhas Maurício e Seychelles

Í

Índia

I

Indonésia Irã

J

Jamaica Jordânia

K

Kosovo Kuwait

L

Lesoto Líbano Libéria Líbia

M

Macedônia do Norte Madagascar Malásia Malauí Maldivas Mali Marrocos Mauritânia México Moçambique Moldova Mongólia Montenegro Myanmar

N

Namíbia Nepal Nicarágua Níger Nigéria

P

Panamá Papua Nova Guiné Paquistão Paraguai PDR do Laos Peru Programa de Assistência ao Povo Palestino

Q

Quênia Quirguistão

R

República Centro-Africana República Democrática do Congo República do Congo República do Iraque República Dominicana República Popular Democrática da Coreia Ruanda

S

Samoa (Escritório Multi-País) São Tomé e Príncipe Senegal Serra Leoa Sérvia Síria Somália Sri Lanka Sudão Sudão do Sul Suriname

T

Tailândia Tajiquistão Tanzânia Timor-Leste Togo Trinidad e Tobago Tucormenistão Tunísia Turquia

U

Ucrânia Uganda Uruguai Uzbequistão

V

Venezuela Vietnã

Z

Zâmbia Zimbábue