O Prêmio Espírito Público, que reconhece a atuação de profissionais no serviço público brasileiro, está com inscrições abertas. Em sua terceira edição, a premiação celebrará funcionários das áreas de educação, gestão de pessoas, governo digital, meio ambiente e segurança pública. Na área da saúde, a premiação será para equipes.  

Servidoras e servidores públicos de todos os níveis federativos podem se inscrever ou indicar colegas. Nas categorias individuais, os profissionais precisam ter pelo menos 10 anos de atuação na área para concorrer – destes, cinco na última década. Já os inscritos de equipes da categoria Saúde devem ter, cada um, ao menos cinco anos de atuação no tema.

O PNUD apoia a realização da edição 2020 do prêmio no âmbito da parceria firmada recentemente com o Instituto República. Neste ano, pela primeira vez, será concedida também a Medalha Espírito Público, para instituições públicas que buscam soluções inovadoras no combate ao coronavírus.

As inscrições podem ser feitas pelos próprios profissionais ou por colegas até 10 de agosto. A organização se compromete com critérios de diversidade para seleção do vencedor, assegurando que sejam contempladas pessoas de diferentes regiões, raças e gêneros.

Para cada categoria, serão selecionados três vencedoras ou vencedores, que receberão uma premiação em dinheiro e uma viagem de imersão para conhecer instituições internacionais de referência no serviço público, a ser realizada em 2021.  Cada categoria terá ainda um vencedor-destaque, e os resultados finais serão anunciados em novembro. Os formulários de inscrição e regulamento completo estão disponíveis no site do Prêmio Espírito Público: www.premioespiritopublico.org.br.

 

PNUD PNUD no mundo

Você está em PNUD Brasil 
Ir a PNUD Global

A

Afeganistão

Á

África do Sul

A

Albânia Angola Arábia Saudita Argélia Argentina Armênia Azerbaijão

B

Bahrein Bangladesh Barbados Belize Benim Bielorrússia Bolívia Bósnia e Herzegovina Botsuana Brasil Burkina Faso Burundi Butão

C

Cabo Verde Camarões Camboja Casaquistão Chade Chile China Chipre Colômbia Comores Costa do Marfim Costa Rica Cuba

D

Djibouti

E

Egito El Salvador Equador Eritréia Escritório do Pacífico Essuatíni Etiópia

F

Filipinas

G

Gabão Gâmbia Gana Geórgia Guatemala Guiana Guiné Guiné-Bissau Guiné Equatorial

H

Haiti Honduras

I

Iêmen Ilhas Maurício e Seychelles

Í

Índia

I

Indonésia Irã

J

Jamaica Jordânia

K

Kosovo Kuwait

L

Lesoto Líbano Libéria Líbia

M

Macedônia do Norte Madagascar Malásia Malauí Maldivas Mali Marrocos Mauritânia México Moçambique Moldova Mongólia Montenegro Myanmar

N

Namíbia Nepal Nicarágua Níger Nigéria

P

Panamá Papua Nova Guiné Paquistão Paraguai PDR do Laos Peru Programa de Assistência ao Povo Palestino

Q

Quênia Quirguistão

R

República Centro-Africana República Democrática do Congo República do Congo República do Iraque República Dominicana República Popular Democrática da Coreia Ruanda

S

Samoa (Escritório Multi-País) São Tomé e Príncipe Senegal Serra Leoa Sérvia Síria Somália Sri Lanka Sudão Sudão do Sul Suriname

T

Tailândia Tajiquistão Tanzânia Timor-Leste Togo Trinidad e Tobago Tucormenistão Tunísia Turquia

U

Ucrânia Uganda Uruguai Uzbequistão

V

Venezuela Vietnã

Z

Zâmbia Zimbábue