Fotos: Projeto Bem Diverso

Com a expectativa de beneficiar mais de 4.000 pessoas em todos os seis Territórios da Cidadania (TC) onde atua, o projeto Bem Diverso está apoiando a confecção de máscaras pelas próprias comunidades.

"As atividades no campo não param. Desde o início da pandemia (do novo coronavírus), para manter a segurança das populações, o projeto Bem Diverso pausou as viagens, capacitações e reuniões presenciais nos territórios, mas a produção de alimentos da sociobiodiversidade é uma atividade essencial, e essas pessoas precisam trabalhar em segurança. Por isso, apoiamos essa produção", explicou o assessor técnico do Bem Diverso, Fernando Moretti. 

Desde março, quando os casos da doença COVID-19 começaram a se espalhar no país, o projeto tem fortalecido a comunicação com os territórios, divulgando informações sobre o combate ao vírus por meio de redes sociais e informativos. No início de junho, em parceria com a Agência Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural (Anater), realizou o Webinar "COVID-19: Medidas de Prevenção no Meio Rural", para compartilhar conhecimento com beneficiários e colaboradores.

Distribuição de máscaras

Para as máscaras, foram adquiridos tecidos, linhas, elásticos e todo o material necessário para a confecção, que está sendo feita por pessoas das próprias comunidades com habilidades em costura, em sistema de mutirão. A produção também conta com o auxílio remoto dos pontos focais da Embrapa e técnicos locais do Bem Diverso (Voluntários das Nações Unidas).

Na parte ocidental do TC Marajó, localizado no município de Afuá, no Pará, já foram entregues 500 máscaras das 800 que serão confeccionadas e distribuídas em oito comunidades. A entrega será feita pelos jovens responsáveis pelo monitoramento da produção do açaí na região, colaboradores do projeto Bem Diverso. Na parte oriental do Marajó, serão distribuídas mais 700 máscaras para 11 comunidades localizadas ao longo dos rios Acutipereira, Camarapi, Pacajá e Anapú, também no Pará.

No Território Sobral, no Ceará, cerca de 300 máscaras beneficiarão seis comunidades rurais. No TC Alto Rio Pardo, em Minas Gerais, a estimativa é de 470 máscaras para nove comunidades e, no território Alto Acre e Capixaba, a expectativa é produzir 800 máscaras para comunidades do Estado do Acre.

No Território Sertão de São Francisco, na Bahia, 400 máscaras estão em produção para entrega em quatro comunidades. Já no TC Médio Mearim, no Maranhão, a proposta é distribuir 720 máscaras em comunidades dos municípios de Lima Campos e Peritoró. Na região, a ideia é que cada família receba um kit com cinco máscaras.

Desse modo, o Bem Diverso tenta garantir que todas as agricultoras e todos os agricultores familiares e extrativistas que fazem parte do projeto possam realizar seu trabalho com os protocolos de segurança recomendados pelas autoridades de saúde.

 

Medidas de prevenção

Os pontos focais da Embrapa que atuam em cada Território estão orientando os beneficiários quanto às medidas de prevenção à COVID-19, principalmente sobre o uso de máscaras, a higienização das mãos e ferramentas de trabalho e o distanciamento mínimo de dois metros entre as pessoas.

O coordenador técnico do Bem Diverso e pesquisador da Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia, Anderson Sevilha, reforça a importância dos cuidados necessários e convida a todas e todos a procurarem mais informações na página web e nas redes sociais do Bem Diverso.

"Neste momento de pandemia, as atividades de campo do projeto estão focadas somente entre pessoas das próprias comunidades, além disso, não ocorrerão reuniões com mais de 10 pessoas, e as mesmas devem ser realizadas preferencialmente em lugares abertos, conforme orientações técnicas que estamos compartilhando em nossas redes", afirma Sevilha.

Bem Diverso

O projeto Bem Diverso é uma iniciativa da Embrapa em parceria com o PNUD e conta com recursos do Fundo Global para o Meio Ambiente (GEF). Com atuação em três biomas, Amazônia, Caatinga e Cerrado, tem como objetivos principais a conservação da sociobiodiversidade e o desenvolvimento econômico local nos territórios onde atua, gerando renda e trabalho para as comunidades.

 

Icon of SDG 02 Icon of SDG 03

PNUD PNUD no mundo

Você está em PNUD Brasil 
Ir a PNUD Global

A

Afeganistão

Á

África do Sul

A

Albânia Angola Arábia Saudita Argélia Argentina Armênia Azerbaijão

B

Bahrein Bangladesh Barbados Belize Benim Bielorrússia Bolívia Bósnia e Herzegovina Botsuana Brasil Burkina Faso Burundi Butão

C

Cabo Verde Camarões Camboja Casaquistão Chade Chile China Chipre Colômbia Comores Costa do Marfim Costa Rica Cuba

D

Djibouti

E

Egito El Salvador Equador Eritréia Escritório do Pacífico Essuatíni Etiópia

F

Filipinas

G

Gabão Gâmbia Gana Geórgia Guatemala Guiana Guiné Guiné-Bissau Guiné Equatorial

H

Haiti Honduras

I

Iêmen Ilhas Maurício e Seychelles

Í

Índia

I

Indonésia Irã

J

Jamaica Jordânia

K

Kosovo Kuwait

L

Lesoto Líbano Libéria Líbia

M

Macedônia do Norte Madagascar Malásia Malauí Maldivas Mali Marrocos Mauritânia México Moçambique Moldova Mongólia Montenegro Myanmar

N

Namíbia Nepal Nicarágua Níger Nigéria

P

Panamá Papua Nova Guiné Paquistão Paraguai PDR do Laos Peru Programa de Assistência ao Povo Palestino

Q

Quênia Quirguistão

R

República Centro-Africana República Democrática do Congo República do Congo República do Iraque República Dominicana República Popular Democrática da Coreia Ruanda

S

Samoa (Escritório Multi-País) São Tomé e Príncipe Senegal Serra Leoa Sérvia Síria Somália Sri Lanka Sudão Sudão do Sul Suriname

T

Tailândia Tajiquistão Tanzânia Timor-Leste Togo Trinidad e Tobago Tucormenistão Tunísia Turquia

U

Ucrânia Uganda Uruguai Uzbequistão

V

Venezuela Vietnã

Z

Zâmbia Zimbábue